O ajustamento familiar: associações entre o apoio social familiar e o bem-estar de homossexuais

Laís Sudré Campos, Valeschka Martins Guerra

Resumo


Este artigo teve como objetivo investigar empiricamente a associação entre o apoio social familiar e o bem-estar de homossexuais. Participaram desta pesquisa 20 homossexuais de um estado do sudeste do Brasil, com idades entre 19 e 27 anos (M=22,70; DP=2,47), sendo dez do sexo feminino e dez do sexo masculino. Estes responderam entrevistas semiestruturadas individuais e os dados foram analisados com base da técnica de análise do conteúdo. As categorias emergentes dos relatos dos participantes apresentaram como resultado principal um modelo de ajustamento familiar aos membros homossexuais, passando por etapas de desconfiança, coming out, preocupação familiar, compreensão, respeito e aceitação. Porém, nem todas as famílias dos participantes atingiram todas as etapas do ajustamento, principalmente por questões associadas à forma estigmatizada como o homossexual é representado na mídia e à influência de religiões específicas. Em geral, a aparece como fator determinante para a maior ou menor presença do apoio social familiar. Para os participantes que não possuem este apoio, observou-se uma substituição pelo apoio dos amigos, como uma estratégia que traz benefícios importantes para o bem-estar dos homossexuais.

Palavras-chave


Apoio Social; Homossexual; Bem-estar

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Psicologia Revista. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde. ISSN 1413-4063

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: