Os efeitos de uma prova de corrida no estado de humor de praticantes amadores

Autores

  • Cristina Carvalho de Melo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Joyce Kimarce do Carmo Pereira Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Tereza Nair de Paula Pachêco Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Tatiana Lima Boletini Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Fábio Roberto Rodrigues Belo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Franco Noce Universidade Federal de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Educação Física

DOI:

https://doi.org/10.23925/2594-3871.2018v27i3p591-614

Palavras-chave:

psicologia do esporte, humor, qualidade de vida

Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar o estado de humor de praticantes amadores de corrida de rua nos períodos pré e pós-prova, a partir da Escala Brasileira de Humor (BRAMS). Participaram da pesquisa 37 praticantes filiados a grupos de corrida de rua. Auferiu-se, em relação aos estados de humor dos participantes, que a tensão, o vigor e a confusão apresentaram valores inferiores após a prova. A fadiga foi a única dimensão com aumento no período pós-prova. Em relação à qualidade do sono, pôde-se observar que os indivíduos que tiveram um sono satisfatório na noite anterior estavam mais bem preparados para a prova. Realizou-se, ainda, uma análise de acordo com o nível de experiência, na qual se verificou que os praticantes menos experientes sofreram mais os efeitos da competição, o que afetou significativamente os escores de tensão, vigor, fadiga e confusão.

Biografia do Autor

Cristina Carvalho de Melo, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Estudo do Lazer na Universidade Federal de Minas Gerais. MBA em Gestão Estratégica de Projetos - UNA-BH. Coordenadora do Projeto Pilates do programa de Atividade Física e saúde do idoso na UFMG. Voluntária do Project Management Institute (PMI). Integrante do Laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES) da Universidade Federal de Minas Gerais.

Tereza Nair de Paula Pachêco, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Mestre em Estudos do Lazer (UFMG) Graduada em Serviço Social (UECE) Graduada em Gestão Desportiva e de Lazer (IFCE) Membro do Grupo de Estudos de Sociologia e Pedagogia do Esporte e do Lazer - GESPEL (UFMG) Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Exclusão Social - GEPPES (UECE) e do Observatório Juventude, Educação Profissional e Trabalho - JEPTRA (UECE)

Tatiana Lima Boletini, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Mestre em Engenharia Biomédica da Universidade de Mogi Das Cruzes-SP, participante do Laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Fábio Roberto Rodrigues Belo, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorado em Literatura Brasileira (FALE - UFMG) Mestrado em Psicologia Graduação em Psicologia(UFMG)

Franco Noce, Universidade Federal de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Professor Doutor do Departamento de Esportes da UFMG. Membro do Managing Council ISSP (2013-2017) Coordenador do Setor de Psicologia do Esporte (CTE/UFMG)

Downloads

Publicado

2019-04-29

Como Citar

Melo, C. C. de, Pereira, J. K. do C., Pachêco, T. N. de P., Boletini, T. L., Belo, F. R. R., & Noce, F. (2019). Os efeitos de uma prova de corrida no estado de humor de praticantes amadores. Psicologia Revista, 27, 591–614. https://doi.org/10.23925/2594-3871.2018v27i3p591-614