Proposta de modelo mediacional entre suporte organizacional, capital psicológico e saúde geral em enfermeiros de um hospital público

Nilton Soares Formiga, Gabriela Aguiar Pereira, Ionara Dantas Estevam

Resumo


Os constructos do Capital Psicológico e Suporte Organizacional são áreas do conhecimento que propõem o resgate do valor das pessoas e suas implicações no ambiente das empresas. O presente estudo tem como objetivo analisar a relação entre suporte organizacional, capital psicológico positivo no trabalho e saúde geral em enfermeiros de um hospital público na cidade de Natal-RN. Tratou-se de uma pesquisa quantitativa, e, para coleta de dados, foram utilizados 04 instrumentos: Questionário de caracterização sociodemográfico e laboral; Escala de Percepção de Suporte Organizacional, Escala de Capital Psicológico Positivo no Trabalho e o Questionário de Saúde Geral, aplicados a 101 enfermeiros. Por meio do pacote estatístico SPSSWIN 24.0 e AMOS 22, realizaram-se as análises estatísticas descritivas, correlação de Pearson, teste t de Student, alfas e verificação do modelo teórico. Observou-se que a associação entre o suporte organizacional e questionário de saúde geral não foi significativa, refutando a hipótese inicial. Gerou-se um modelo alternativo, hipotetizando uma perspectiva mediacional. Nesta, a variável suporte organizacional associou-se positivamente ao capital psicológico, e este ao QSG. Conclui-se que o modelo alternativo apresentou melhores resultados, demonstrando que, quando o capital psicológico atua como mediador entre o suporte organizacional e a saúde geral dos enfermeiros, é possível obter melhores níveis de saúde.


Palavras-chave


Capital Psicológico; Suporte Organizacional; Saúde Geral; Enfermeiros

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2020v29i2p375-403

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Psicologia Revista

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: