O INSTAGRAM COMO LUGAR DE CONFLITO ENTRE A FOTOGRAFIA ARTE E TODAS AS DEMAIS MANIFESTAÇÕES FOTOGRÁFICAS QUE PERMEIAM ESTA REDE SOCIAL

Autores

  • Juliana Andrade Leitão Universidade Federal de Pernambuco, Recife, UFPE

DOI:

https://doi.org/10.23925/2176-2767.2021v71p98-127

Palavras-chave:

Fotografia, Instagram, Arte

Resumo

O artigo a seguir analisa a imagem fotográfica e suas interrelações com o universo da arte a partir de perfis dentro do território compartilhado do Instagram. O texto debate algumas inquietações no campo da imagem fotográfica produzida hoje e perpassa por questões clássicas da ontologia da imagem técnica. A análise recai sobre a rede social e observa a incorporação de diversos estilos de fotografia. No intuito de refletir sobre os deslocamentos de espaços de trabalhos artísticos para a rede social, analisamos os perfis de Vera Holtz, Cindy Sherman, Yasmin Formiga e Amanda Pietra, para compreender esses processos.

Biografia do Autor

Juliana Andrade Leitão, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, UFPE

Professora Adjunta dos Cursos de Comunicação Social e Design do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco (CAA/UFPE). Doutora em Comunicação (PPGCOM-UFPE) com o projeto: Fotojornalismo e questões contemporâneas (2012-2016). Em 2014 foi Bolsista da Capes -Programa Institucional Doutorado Sanduíche Exterior - PDSE na Universitat Autònoma de Barcelona (UAB),(2014). Desenvolve Projetos Culturais no campo da imagem fotográfica. Atuou como fotojornalista de 2003 a 2011 nos jornais Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. 

Referências

AUMONT, J. A Imagem. 2ªed. Campinas – SP. Papirus, 1995 – Coleção Ofício de Arte e Forma.

BARTHES, R. A Câmera Clara. Nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. 185p.

CARTIER-BRESSON, H. O imaginário segundo a natureza. Editorial Gustavo Gili. S.A. Barcelona, 2004. 99p.

COTTON, C. A fotografia como arte contemporânea. 2ed.São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013. 256p.

DUBBOIS, P. O Ato Fotográfico e Outros Ensaios. São Paulo: Papirus,1993. P. 362.

FLORES, L.G. Fotografia e pintura: dois meios diferentes? São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011. 274p.

FONTCUBERTA, J. O beijo de Judas: Fotografia e verdade. Editorial Gustavo Gili, SL, Barcelona, Espanha, 2010. 134p.

GOMBRICH, E. H. A história da arte. Tradução Cristiana de Assis Serra – Rio de Janeiro: LTC, 2013. 1046p.

GOMBRICH, Ernst Hans. A história da Arte. Rio de Janeiro: LTC, 2013.1046p.

GOMPERTZ, W. Isto é arte? 150 anos de arte moderna do impressionismo até hoje. 1ed. – Rio de Janeiro: Zahar, 2013. 443p.

MACHADO, A. A Ilusão Especular. Uma teoria da fotografia. São Paulo: Gustavo Gili, 2015. 183p.

MACHADO, A. Arte e Mídia 3ed. Rio de Janeiro – Jorge Zahar ed. 2010

MUSSE, M. F. Narrativas fotográficas no Instagram. Autorrepresentação, identidades e novas sociabilidades. Florianópolis: Insular, 2017. 286p.

OXFORD, Dicionário. Selfie. Disponível em: https://en.oxforddictionaries.com/definition/selfie. Acesso em: 15 out. 2018.

PESAVENTO S. J. et al. Narrativas, imagens e práticas sociais: percursos em história cultural. Porto Alegre, RS: Asterisco, 2008

PICADO, B. De pastiches e perplexidades: limites e devires da discursividade visual no fotojornalismo. In: Jornalismo_contemporâneo: figurações, impasses e perspectivas/Gislene Silva ... et al. organizadores. - Salvador: EDUFBA; Brasília: Compós, 2011. 322p (157-179).

RANCIÈRE, J. O Espectador Emancipado. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012. 128p.

SILVA, Armando. Álbum de família: a imagem de nós mesmos. São Paulo: editora Senac São Paulo: Edições SESC SP, 2008. 313p.

SONTAG, Susan. Sobre a Fotografia. São Paulo, Companhia das Letras, 2004

ZARZYCKA; KLEPPE, Martijn. Awards, archives, and affects: tropes in the World Press Photo contest 2009–11. Revista Media, Culture & Society. sagepub.co.uk/journalsPermissions.nav. DOI: 10.1177/0163443713501933. mcs.sagepub.com. Disponível em: http://mcs.sagepub.com/content/35/8/977.full.pdf. Acesso em: jul. 2013.

Downloads

Publicado

2021-09-01