DELACROIX NO MARROCOS E A INVERSÃO DO EXÓTICO

Laís Guaraldo

Resumo


Em 1832, o pintor francês Eugene Delacroix participou de uma missão diplomática em Marrocos. Nesse artigo serão analisados os registros que o pintor realizou em seus cadernos de viagem e as cartas escritas no mesmo período. Pretende-se observar a maneira como a experiência da viagem transformou o olhar do pintor, de início formatado pela ideologia orientalista francesa do século XIX, que considerava “exótico” tudo aquilo que não fosse europeu.

Palavras-chave


cadernos de viagem; Eugene Delacroix; Marrocos; estranhamento cultural

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: