O projeto neoliberal de resposta à “questão social” e a funcionalidade do “terceiro setor”

Carlos Eduardo Montaño

Resumo


O artigo problematiza criticamente o debate sobre o conceito de “terceiro setor”, apartir não do que é chamado “terceiro setor”, mas das reformas mais gerais operadassob a hegemonia do grande capital, particularmente o financeiro. Procura-secaracterizar a origem setorializadora desse termo que, de um lado, impede uma visãode totalidade e, portanto, deita por terra a perspectiva de transformação social; e, deoutro, determina sua clara funcionalidade ao projeto hegemônico de reestruturação docapital que, orientado nos postulados neoliberais, mistifica a sociedade civil, desarticulae apazigua as lutas sociais, além de propiciar maior aceitação à reforma do Estado,particularmente no que refere à Seguridade Social e à responsabilidade estatal naresposta à “questão social” como direito de cidadania.

Palavras-chave


Lutas sociais; ideologias; marxismo; movimentos sociais; Estado;

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ANTUNES, Ricardo (1999). Os sentidos do trabalho. Ensaio sobre a afirmação e a

negação do trabalho. São Paulo, Boitempo.

Bresser Pereira, Luiz Carlos (1998). Reforma do Estado para a Cidadania. A reforma

gerencial brasileira na perspectiva internacional. São Paulo, Editora 34.

Guerra, Yolanda (2000). “Instrumentalidade do processo de trabalho e Serviço Social”.

Serviço Social & Sociedade, nº 62. São Paulo, Cortez.

Harvey, David (1993). A condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da

mudança cultural. Parte II. São Paulo, Loyola.

Landim, Leilah (1999). “Notas em torno do terceiro setor e outras expressões

estratégicas”. O Social em Questão, nº 4. “Enfrentamentos da questão social”. Rio

de Janeiro, Departamento de Serviço Social, PUC-Rio.

Laurell, Ana Cristina (org.) (1995). Estado e Políticas Sociais no Neoliberalismo. São

Paulo, Cortez/CEDEC.

Lessa, Sérgio (1997). A ontologia de Lukács. Alagoas, Edufal.

Montaño, Carlos (1999). “Das ‘lógicas do Estado’ às ‘lógicas da sociedade civil’. Estado

e ‘terceiro setor’ em questão”. Serviço Social & Sociedade, nº 59. São Paulo,

Cortez.

__________ (2001). “Terceiro Setor” e “Questão Social” na Reestruturação do

Capital. O Canto da Sereia. Tese de doutorado. Rio de Janeiro, PPG-ESS, UFRJ.

Mota, Ana Elizabete (1995). Cultura da crise e Seguridade Social. Um estudo sobre as

tendências da previdência e da assistência social brasileira nos anos 80 e 90. São

Paulo, Cortez.

__________. (2000). “Sobre a crise da seguridade social no Brasil”. Cadernos ADUFRJ:

As duas faces da contra-reforma de FHC, nº 4, Rio de Janeiro, agosto.

Netto, José Paulo (1992). Capitalismo monopolista e Serviço Social. São Paulo, Cortez.

Petras, James (1999). Neoliberalismo: América Latina, Estados Unidos e Europa.

Blumenau, FURB.

Yazbek, Maria Carmelita (1995). “A política social brasileira dos anos 90: a

refilantropização da questão social”. Cadernos Abong, nº 3. São Paulo, ABONG.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: