Das revoluções anticoloniais à exploração capitalista dos recursos naturais

Raquel Varela

Resumo


Neste artigo, a autora examina os movimentos de lutas anticoloniais. Observa que entre as lideranças dos movimentos que vencerem nas colônias, o internacionalismo era minoritário. Em países onde o movimento nacionalista burguês foi mais forte, a independência recorreu menos às armas; em países onde a corrente comunista era dominante, a guerra foi frequentemente a resposta. Identifica uma forte contribuição dos EUA na descolonização. No quadro mundial interimperialista, era prejudicial ao comércio estadunidense que países como a Inglaterra e a França mantivessem colônias e acesso a territórios e riquezas naturais impenetráveis pelos norte-americanos. Hoje estamos diante de mercados cuja cadeia produtiva de acumulação dos países do centro depende de matérias-primas da periferia (e do trabalho barato ou forçado). São trocas desiguais profundas. Numa palavra, neocolonialismo.


Palavras-chave


anticolonialismo; neocolonialismo; imigração em massa; exploração de recursos naturais.

Texto completo:

PDF

Referências


ACHCAR, Gilbert. Morbid Symptoms: Relapse in the Arab Uprising. Stanford: Stanford University Press, 2016.

ALI, Tariq. The Clash of Fundamentalisms: Crusades, Jihads And Modernity. London: Verso, 2003.

ALMEIDA, Miguel Vale de. Epílogo do império: Timor-Leste e a catarse pós-colonial portuguesa. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n. 55, p. 7-26,1999.

ARCARY, Valério. As esquinas perigosas da História. Situações revolucionárias em perspectiva marxista. São Paulo: Xamã, 2004.

BORON: Atílio A. et al. (org.). A teoria marxista hoje: problemas e perspectivas. Buenos Aires: Campus Virtual, 2007.

CARCHEDI, Guglielmo. Frontiers of Political Economy. London: Verso, 1991.

CASTANHEIRA, José Pedro. Quem mandou matar Amílcar Cabral? Lisboa: Relógio d’Água, 1995.

CHESNAIS, François. La mondialisation du capital. Paris: Syros, 1997.

COUTINHO, Joana. ONG’s: caminhos e (des)caminhos. Lutas Sociais, São Paulo, n. 13/14, p. 57-64, 2005.

HARDOON, Deborah; FUENTES-NIEVA, Ricardo; AYELE, Sophia. An economy for the 1%. How privilege and power in the economy drive extreme inequality and how this can be stopped. Oxfam: Policy and Practice, 18 jan. 2016. Disponível em: . Acesso em 23 jan. 2016.

HEMINGWAY, Ernest. On the Quai at Smyrna. In: The Complete Short Stories of Ernest Hemingway. The Finca Vigía Edition. Nova York: Scribner, 2003.

HOBSBWAM, Eric. A Era dos Extremos. Lisboa: Presença, 1996.

LOUÇÃ, António. Hitler e Salazar: comércio em tempos de guerra, 1940-1944. Lisboa: Terramar, 2000.

__________. Negócios com os Nazis: ouro e outras pilhagens, 1933-1945. Lisboa: Fim de Século, 1997.

MAKDISI, Karim; PRASHAD, Vijay (eds.). Land of Blue Helmets: The United Nations and the Arab World. Oakland: University of California Press, 2017.

MARTINS, José. Império do Terror, Estados Unidos: ciclos econômicos e guerras no início do século XXI. São Paulo: Sundermann, 2005.

MONTAÑO, Carlos. Terceiro setor e questão social. Crítica ao padrão emergente de intervenção social. São Paulo: Cortez, 2002.

NEALE, Jonathan. La Otra Historia de la Guerra de Vietname. Madrid: El Viejo Topo, 2003.

PAPPE, Ilan. A History of Modern Palestine: One Land, Two Peoples. Cambridge: Cambridge University Press, 2006.

PELIKÁN, Jirˇí. The struggle for socialism in Czechoslovakia. New Left Review, London, n. 71, 1972.

PINTER, Harold. A Teia. Lisboa: Dinossauro, 2006.

PONTECORVO, Gillo. A Batalha de Argel. Drama/Filme histórico, 121 min, 1966.

PRASHAD, Vijay. The Darker Nations: A People’s History of the Third World. New York, London: The New Press, 2007.

ROBERTS, Michael. The Long Depression. Chicago: Haymarket Books, 2016.

ROSAS, Fernando (org.). Portugal e o Estado novo (Nova História de Portugal, vol. xii). Lisboa: Editorial Presença, 1992.

VAN DER LINDEN, Marcel. Edward L. Sard (1913–99), theorist of the permanent war economy. Critique, vol. 46, n. 1, 2018.

VARGAS LLOSA, Mario. O Sonho do Celta. Lisboa: Quetzal, 2010.

VADNEY, T. E. The World Since 1945. London: Penguin Books, 1998.

WALLERSTEIN, Immanuel. O Sistema Mundial Moderno. Porto: Afrontamento, 1990.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: