Mulheres brasileiras face ao avanço do neoliberalismo e da extrema-direita

Samantha Camacam, Letícia de Souza Ribeiro, Juliana Campregher Pasqualini

Resumo


Neste ensaio, discutimos a situação das mulheres na atual conjuntura nacional, visando contribuir com a análise dos efeitos da crise e do correspondente avanço do ultraliberalismo e do conservadorismo sobre a condição das/os subalternas/os. Orientadas pelo conceito de nó das contradições sociais de Saffioti (1985), discutimos o processo de desmonte das políticas sociais a partir do golpe jurídico-parlamentar-midiático (2016) até o início do governo de Jair Bolsonaro (2019). Depois, focalizamos as consequências desses processos na materialidade da vida das mulheres em âmbito econômico e político-social. Por fim, destacamos o recente Movimento Ele Não, a necessidade da luta de mulheres e seu caráter potencialmente revolucionário, vislumbrando o florescimento de lutas feministas antiliberais, internacionalistas, antirracistas e anticapitalistas no mundo e também em terras brasileiras.

Palavras-chave


Feminismo marxista; Conservadorismo; Crise capitalista; Conjuntura política.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: