Verificação empírica da estrutura fatorial da Escala Multidimensional de Reatividade Interpessoal (EMRI) em jovens religiosos e leigos

Nilton S. Formiga, Gisélia Soares Tavares, Gilmara Moreira de Vasconcelos

Resumo


A empatia é compreendida como a capacidade da pessoa em inferir seus sentimentos e pensamentos, a partir do conhecimento adquirido e se colocar no lugar do outro respondendo afetivamente de forma mais adequada em relação ao outro e a situação do entorno experienciada pela pessoa. Estudos no Brasil adaptaram, validaram e confirmaram a estrutura trifatorial da Escala Multidimensional de Reatividade Interpessoal (EMRI); o presente estudo pretende verificar a estrutural fatorial da EMRI em jovens em contextos religiosos e não religiosos (leigos). 200 sujeitos, homens e mulheres, de 14 e 27 anos, da rede publica de educação e de igrejas evangélicas na cidade de João Pessoa-PB; estes, responderam a EMRI e um questionário demográfico. Observou-se que na amostra total e, especificamente, na amostra de jovens leigos e religiosos, a escala apresentou indicadores psicométricos e escores lambdas com associações positivas entre os fatores. Tais achados garantiram a estrutura tetrafatorial, previamente proposta pelo autor da escala original e que vem sendo encontrada em sua semelhante organização fatorial, por outros autores brasileiros. O resultado desse estudo, aponta, conceitual e empiricamente, independente da diversidade amostral, para a confiabilidade da EMRI em jovens, podendo ser utilizada com segurança na mensuração desse construto da empatia.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: