Alteridade lúdica – o jogo simbólico na relação entre professores e alunos

Flavio Rodrigo Orzari Ferreira, Henrique Guilherme Scatolin

Resumo


A relação entre professores e alunos vem se modificando paulatinamente no decorrer dos dois últimos séculos, em conseqüência das mutações formais e filosóficas da educação como um todo. Assim, o presente artigo buscará problematizar as questões sobre a criação de um ambiente regado a jogos potencialmente simbólicos, em sala de aula, trazendo a este uma noção de tal alteridade entre professor e aluno. Objetiva-se levantar o caminho das experiências imaginárias que o jogo pode proporcionar e o estreitamento na relação educacional que deve estabelecer-se anterior ao próprio ato de jogar, assim como as possibilidades de inserção dessa relação lúdico-imaginária e seus efeitos possíveis na escolarização para as crianças. Esta pesquisa de revisão bibliográfica buscará realizar levantamento da produção científica e literária acerca dos temas relacionados ao universo lúdico-simbólico e seus desdobramentos, julgando-o relevante para a prática dos diversos profissionais que atuam na área, como educadores, psicólogos e psicopedagogos, de modo a promover diálogo sobre as práticas atuais de atendimento institucional escolar e por fim estabelecer considerações passíveis de utilização por tais profissionais da área de educação, que visam melhoria nas relações intersubjetivas com os alunos dentro das salas de aula.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: