De pai para filha: as contribuições do pai na construção da identidade da mulher

Ana Carolina Falcone Garcia

Resumo


Este artigo aborda a relação pai e filha, cujo foco está na importância do pai para a construção da identidade da filha, principalmente no que se refere às influências de como ela age no mundo. A compreensão da dinâmica pai-filha foi baseada na psicologia analítica junguiana. Procuramos destacar de que forma determinadas peculiaridades da relação pai-filha podem interferir na maneira como ela age no mundo, suas seguranças, medos, posturas, tanto em relação ao trabalho como em relação aos homens e relacionamentos com o sexo masculino. Percebemos que o pai e seus representantes são significativos na vida da filha para o seu desenvolvimento psíquico. Dessa forma, os vínculos estabelecidos com o pai podem contribuir positiva ou negativamente na maneira como a mulher atua na vida. O fator que promove a diferença é a forma como ela estabelece sua relação com o pai pessoal, uma vez que é a característica individual dela que permite o filtro necessário para a separação do pai.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: