Saúde mental das mulheres e aborto induzido no Brasil

Caroline Matos Romio, Adriane Roso, Mirela Frantz Cardinal, Samanta Basso, Larissa Goya Pierry

Resumo


O Brasil vivencia uma realidade de prática recorrente do aborto inseguro, configurando-se em um problema de saúde pública, pois a mesma pode colocar em risco a vida e integridade física e emocional das mulheres que a realiza. Levando em consideração esse contexto, foi desenvolvida uma revisão sistemática para compilar, apresentar e discutir dados produzidos nos últimos 20 anos em pesquisas nacionais acerca das associações entre o tema do abortamento induzido e da saúde mental. Espera-se que esta pesquisa contribua para a compreensão a respeito da produção nacional acerca das condições de saúde das pessoas que abortam no Brasil, promovendo subsídios para uma atenção integral e humana à saúde sexual e reprodutiva das mulheres.

Palavras-chave


psicologia social; feminismo; saúde mental; Direitos Sexuais e Reprodutivos; aborto induzido

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: