A (in) estabilidade dos usos do corpo: sobre as práticas de prevenção em saúde e segurança do trabalho no contexto de uma companhia geradora de energia elétrica no nordeste brasileiro

Fabiana Ribeiro Monteiro, Odair Furtado

Resumo


O objetivo geral deste estudo consistiu em compreender a atividade dos profissionais da saúde e segurança do trabalho numa empresa geradora de energia elétrica no nordeste brasileiro. A partir desta experiência, desenvolvemos uma linha de análise sobre como esta práxis laboral prevencionista ilustra a constituição da produção/manutenção do corpo-máquina na atualidade capitalista. Foi possível verificar entre os participantes da pesquisa, dentre outros aspectos, um imenso esforço para cumprir as exigências normativas da legislação, fato que se materializava na metodologia de trabalho adotada e recomendada por esses trabalhadores, como a execução de campanhas educativas, palestras, treinamentos, auditorias, cujo discurso pautava-se, de forma geral, no uso adequado do corpo para evitar doenças e acidentes ocupacionais. Campo de captura da subjetividade do capital, o corpo individual está associado às práticas mais concretas do cotidiano e ilustra que existe uma história de aproximação privada do eu, assim como há uma história da propriedade de produção.


Palavras-chave


saúde e segurança do trabalho; corpo; legislação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2017v26i1p.169-186

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 Psicologia Revista. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde. ISSN 1413-4063

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: