Mulheres e futebol: análise de documentos do mundo esportivo brasileiro no Século XX

Talita Machado Vieira, José Sterza Justo, Sonia Regina Vargas Mansano

Resumo


A prática futebolística de mulheres no Brasil ainda pode ser considerada limitada e envolta de preconceitos os mais diversos. O presente estudo teórico e documental visa a problematizar a inserção de mulheres no campo futebolístico, dando especial atenção às primeiras políticas públicas elaboradas para promover e permitir o acesso da mulher à prática do futebol. Adotando uma perspectiva foucaultiana, a pesquisa buscou dar visibilidade ao conjunto heterogêneo de forças sociais veiculadas em documentos de domínio público que evidenciaram a dificuldade dessa prática desportiva profissional entre mulheres. Para tanto, o estudo foi dividido em dois momentos. Primeiro, é apresentando o cenário teórico-metodológico do qual se partiu para, em seguida, apresentar uma série de documentos nos quais está demonstrado como tal prática entre mulheres sofreu intervenções limitadoras e preconceituosas em nosso país. Nas considerações finais, foi possível mostrar a discrepância do trato entre gêneros no contexto futebolístico brasileiro, imerso em uma série de naturalizações sobre os corpos de homens e mulheres, que colocam estas últimas em evidente desvantagem. A análise crítica de tais naturalizações pode abrir espaços de debate, inclusão e potencialização das mulheres na esfera do futebol.


Palavras-chave


futebol; mulheres; genealogia; psicologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2018v27i3p519-543

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Psicologia Revista

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: