A obesidade como fator associado ao óbito causado por complicações tardias a procedimentos cirúrgicos

Rafael Valério Gonçalves, Henrique Morávia Andrade Santos Moreira, Mariana Gomes Faria, José Otávio Penido Fonseca, Carla Jorge Machado

Resumo


Objetivo: Avaliar as taxas de mortalidade e o perfil de óbitos com menção, na declaração de óbito, de “obesidade” e “reação anormal ou complicação tardia, por procedimentos médicos, sem menção de acidente ao tempo do procedimento”, causas consideradas evitáveis. Método: Estudo transversal de óbitos de 2004 a 2014, de residentes de Minas Gerais, obtidos no DATASUS com as causas mencionadas. Realizaram-se estudos descritivos e os testes t de Student, χ2 ou Fisher e Wilcoxon Mann-Whitney. Resultados: Em 2004, o número de óbitos por ambas as causas foi 25 para mulheres e 13 para homens; em 2014 foram 43 (aumento de 72%) e 25 (aumento de 92%), respectivamente. Em 2014 houve predomínio de doenças dos aparelhos circulatório (homens) e digestório (mulheres; aumento de 3 para 10 óbitos). A taxa de mortalidade passou, no período, de 0,19 para 0,32/100 mil para homens (15 a 84 anos); de 0,39 para 0,68/100 mil para mulheres (15 a 79 anos). Para mulheres, houve aumento na proporção de óbitos em ambiente hospitalar (p=0,031). A média de idade desses óbitos variou de 48,4 (DP=15,5) para mulheres em 2014 a 51,4 (DP=14,7) para homens no mesmo ano. Conclusão: A obesidade associou-se ao aumento na taxa de mortalidade. As doenças dos aparelhos circulatório e digestório acompanharam esse aumento. Destacam-se a ocorrência em mulheres antes dos 40 anos e serem causas evitáveis. Mulheres obesas que necessitam de cirurgia requerem atenção especial. É possível que haja associação com cirurgias bariátricas, o que requer novas investigações.

Palavras-chave


obesidade; causas de morte; complicações pós-operatórias; cirurgia geral

Texto completo:

PDF

Referências


World Health Organization. Obesity and overweight: fact sheet nº 311 [Internet]. 2016 [acesso em 02 jun. 2016]. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs311/em

Yazdi FT, Clee SM, Meyre D. Obesity genetics in mouse and human: back and forth, and back again. PeerJ. 2015;3:e856. http://dx.doi.org/10.7717/peerj.856

Campos FGCM. Análise dos riscos associados à idade avançada e obesidade em cirurgia laparoscópica coloretal. Rev Bras Coloproctol. 2002;22(4):289-93.

Nohr EA, Bech BH, Davies MJ, Frydenberg M, Henriksen TB, Olsen J. Prepregnancy obesity and fetal death: a study within the Danish National Birth Cohort. Obstet Gynecol. 2005;106(2):250-9. https://doi.org/10.1097/01.AOG.0000172422.81496.57

Mendonça FM, Drumond E, Cardoso AMP. Problemas no preenchimento da declaração de óbito: estudo exploratório. Rev Bras Estud Popul. 2010;27(2):285-95. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982010000200004

Medical error is third biggest cause of death in the US, experts say. [Internet]. 2016 [acesso em 20 jul. 2017]. Disponível em: https://www.theguardian.com/society/2016/may/03/cause-of-death-united-states-medical-error

Taniguchi M, Pereira EC, Castro IN, Bourroul ML, Panachão MR, Sakata P, et al. Alguns aspectos da mortalidade no município de São Paulo sob o enfoque das causas múltiplas de morte [Internet]. 2011 [acesso em 2 fev. 2017]. Disponível em: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/proaim/EPI2011_Causas_multiplas.PDF

Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde - CID-10 [Internet]. 2016 [acesso em 02 fev. 2016]. Disponível em: http://www.datasus.gov.br/cid10/V2008/cid10.htm

Nazareno NRX. Curso rápido de codificação e de seleção de causa básica de óbito [Internet]. 2007 [acesso em 03 mar. 2016]. Disponível em: http://www.saude.pr.gov.br/arquivos/File/SPP_Arquivos/comite_mort_mat_infant/infantil/8cursorapido.pdf

Rezende EM, Sampaio IBM, Ishitani LH. Causas múltiplas de morte por doenças crônico-degenerativas: uma análise multidimensional. Cad Saúde Pública. 2004;20(5):1223-31. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2004000500016

Malta DC, França E, Abreu DX, Oliveira H, Monteiro RA, Sardinha LMV, et al. Atualização da lista de causas de mortes evitáveis (5 a 74 anos de idade) por intervenções do Sistema Único de Saúde do Brasil. Epidemiol Serv Saúde. 2011;20(3):409-12. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742011000300016

Petruzalek D. Read.dbc [Internet]. 2016 [acesso em 20 fev. 2016]. Disponível em: https://cran.rproject.org/web/packages/read.dbc/README.html

Marcelino LF, Patrício ZM. A complexidade da obesidade e o processo de viver após a cirurgia bariátrica: uma questão de saúde. Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(12):4767-76. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001300025

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica. Consenso bariátrico [Internet]. 2008 [acesso em 15 fev. 2017]. Disponível em: http://www.saudedireta.com.br/docsupload/1425665481consenso_bariatrico.pdf

Encinosa WE, Bernard DM, Chen CC, Steiner CA. Healthcare utilization and outcomes after bariatric surgery. Med Care. 2006;44(8):706-12. http://dx.doi.org/10.1097/01.mlr.0000220833.89050.ed

Kempegowda H, Richard R, Borade A, Tawari A, Graham J, Suk M, et al. Obesity is associated with high perioperative complications among surgically treated intertrochanteric fracture of the femur. J Orthop Trauma. 2017;31(7):352-7. http://dx.doi.org/10.1097/BOT.0000000000000825

Bamgbade O, Rutter TW, Nafiu OO, Dorje P. Postoperative complications in obese and nonobese patients. World J Surg. 2007;31(3):556-60. http://dx.doi.org/10.1007/s00268-006-0305-0

Labrunie EM, Marchiori E, Tubiana J-M. Fístulas de anastomose superior pós-gastroplastia redutora pela técnica de Higa para tratamento da obesidade mórbida: aspectos por imagem. Radiol Bras. 2008;41(2):75-9. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842008000200004

Labrunie EM, Marchiori E. Obstrução intestinal pós-gastroplastia redutora pela técnica de higa para tratamento da obesidade mórbida: aspectos por imagem. Radiol Bras. 2007;40(3):161-5. http://dx.doi. org/10.1590/S0100-39842007000300006

Gulati BK, Pandey A. Epidemiologic transition in urban India: an analysis of Medical Certification of Cause of Death Data. Int J Health Sciences Res. 2016;6(9):1-10.




DOI: https://doi.org/10.23925/1984-4840.2018v20i3a7

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. ISSN eletrônico 1984-4840

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.