Da produtividade dialógica no espaço biográfico

André Luis Mitidieri

Resumo


No presente trabalho, buscamos situar, dentro do pensamento de Mikhail Bakhtin, o conjunto de textos nos quais podemos encontrar formulações acerca de formas e gêneros (auto)biográficos, assim como dos mais diversos diálogos por eles firmados com o gênero romanesco. Tais aportes encontram-se sobretudo naqueles escritos relativos à noção de cronotopo que, junto a outros conceitos bakhtinianos, dentre os quais, destacamos dialogismo, revelam-se como fundamentais à identificação das articulações que permitem compreender o lugar teórico ocupado pelo “espaço biográfico” no contexto da reflexão de Bakhtin. Essa expressão, formulada a partir da ideia de “espaço biográfico”, estabelecida pelo estudioso francês Philippe Lejeune, e repensada pela pesquisadora argentina Leonor Arfuch, denomina a circunferência interdiscursiva que, atualmente, abriga não apenas a autobiografia, a biografia e gêneros vizinhos, mas também outras valorações culturais de ordem similar ou mesmo estilizadas, hibridizadas, matizadas por tonalidades (auto)biográficas.

 


Palavras-chave


Cronotopo; Dialogismo; Espaço biográfico; Mikhail Bakhtin

Texto completo:

PDF PDF (English)

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.