Aleitamento materno: uma reflexão sobre o papel do pai

Ruth Bernarda Riveros Jeneral, Luíza Abud Bellini, Cristiane Rodrigues Duarte, Mariana Ferrer Duarte

Resumo


Objetivos: este estudo objetiva revelar os sentimentos vivenciados pelo pai durante o processo de amamentação. Metodologia: trata-se de uma pesquisa descritiva e qualitativa. Foram entrevistados quinze pais que possuíam no mínimo dois filhos e experiência no processo de amamentação no município de Sorocaba. As entrevistas foram gravadas no Hospital Santa Lucinda. Utilizou-se a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo na organização dos dados, identificando-se inicialmente as seguintes ideias centrais: pouca participação do pai no processo de amamentação, conhecimento da importância do aleitamento materno, satisfação com o processo de amamentação, sentimento de abandono e frustração, orientações recebidas de leigos, desconhecimento sobre o processo de amamentação e sua importância, falta de orientações dos profissionais sobre aleitamento materno, conhecimento sobre a técnica de amamentação, experiência negativa e positiva no processo de amamentação, medo e pesar frente ao processo de desmame e reflexão quanto ao processo da amamentação. Resultados: os resultados revelaram que nesse período o pai homem demonstra satisfação e interesse em participar do processo de aleitamento materno, porém sente-se excluído deste processo por ser um ato íntimo entre mãe-filho e não sendo incentivado pelos profissionais da saúde no pré-natal. Conclusão: o papel do enfermeiro e sua equipe são essenciais do pré-natal ao puerpério, assim como, também, na aderência ao aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida e consequente diminuição da incidência precoce do desmame.


Palavras-chave


aleitamento materno; pai; emoções; conhecimentos, atitudes e prática em saúde; enfermagem materno-infantil

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Saúde. Departamento da Atenção Básica e Nutrição infantil. Aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2009.

Almeida JAG. Amamentação: um híbrido natureza-cultura. Rio de Janeiro: Fiocruz; 1999.

Medrado B. Homens na arena do cuidado infantil: imagens veiculadas pela mídia. In: Arilha M, Unbehaum SG, Medrado B, organizadores. Homens e masculinidades: outras palavras. 2ª ed. São Paulo: ECOS; 2001. p. 145-61.

Carvalho MLM. Participação dos pais no nascimento em maternidade pública: dificuldades institucionais e motivação dos casais. Cad Saúde Pública. 2003;19 (supl.2):389-98.

Vasconcelos VMR. Desenvolvimento humano, psicologia e cultura. In: Silveira P, editor. Exercícios da paternidade. Porto Alegre: Artes Médicas; 1998. p. 41-5.

Loewenstein I, Barker G. De onde vem o bom pai? Reflexões a partir de uma pesquisa qualitativa com adolescentes. In: Silveira P, editor. Exercícios da paternidade. Porto Alegre: Artes Médicas; 1998. p. 151-63.

Pavill BC. Fathers and breastfeeding: consider these ways to get dad involved. AWHONN Lifelines. 2002;6(14):324-31.

Winnicott DW. Distúrbios psiquiátricos e processos de maturação infantil. In: Winnicott DW, organizador. O ambiente e os processos de maturação: estudos sobre a teoria do desenvolvimento emocional. Porto Alegre: Artes Médicas; 1983. p. 207-17.

Dewey KG. Nutrition, growth, and complementary feeding of the breastfeed infant. Pediatr Clin North Am. 2001;48:87-104.

Lamounier JA, Leão E. Strategies to increase the practice of breastfeeding. J Pediatr (R. Jan). 1998;74(5):355-6.

Lefévre F, Lefévre AMC, Teixeira, JJV. O Discurso do Sujeito Coletivo: uma nova abordagem metodológica em pesquisa qualitativa. Caxias do Sul: EDUCS; 2000. p. 3-57.

Zutin TLM. A posição do homem no processo de amamentação: um ensaio sobre a produção de sentidos [tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo, Escola de enfermagem; 2012.

Rezende ALM, Alonso ILK. The father's profile asa caregiver. Rev Bras Cresc Desenv Hum.1995;5(1/2):66-81.

Serafim D. Estudo das opiniões do pai sobre o aleitamento materno e sua participação neste processo. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. 1999;9:9-19.

Pontes CM, Alexandrino AC, Osório MM. Participação do pai no processo de amamentação: vivências, conhecimentos, comportamentos e sentimentos. J Pediatr (R. Jan2008;84(4):357-64.

Green LW. Planejamento em educação e saúde: uma abordagem diagnóstica [mimeo]. Baltimore: The John Hopkins University; 1986.

Gomes AJS, Resende VR. O pai presente: o desvelar da paternidade em uma família contemporânea. Psicol Teoria Pesq. 2004:20(2):119-25.

Paula AO, Sartori AL, Martins CA. Aleitamento materno: orientações, conhecimento e participação do pai nesse processo. Rev Eletr Enferm. 2010;12(3):464-70. http://dx.doi.org/10.5216/ree.v12i3.6929.

Cruz DSM, Rocha NSBS, Marques DK, Souza IV. Percepção da figura paterna frente ao aleitamento materno. Cogitare Enferm. 2011;16(4):702-7.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.