A ARQUEOLOGIA DA INTEGRAÇÃO CURRICULAR: ENREDO HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E SUA INTERFACE COM O CURRÍCULO INTEGRADO

Xênia Diógenes Benfatti, Grace Troccoli Vitorino, Meirecele Calíope Leitinho

Resumo


Nas últimas décadas as dificuldades e as incompreensões conceituais acenturam a frágil identidade do Ensino Profissionalizante na Educação Básica, remontar sua história e relacioná-la ao currículo integrado constitui-se o propósito deste artigo, que foi desenvolvido como parte da pesquisa de doutorado intitulada: O Currículo do Ensino Médio Integrado: da intenção à realização, concluída em novembro de 2011. A pesquisa realizada para esse estudo se caracterizou como qualitativa e assumiu metodologicamente o aspecto de bibliográfica, cujas categorias teóricas definidas foram: a história da Educação Profissional; o Ensino Médio e sua articulação com a formação para o Trabalho e o currículo integrado na Educação Profissional. O problema de pesquisa foi tomado pela questão: como a concepção de currículo integrado surge na Educação Profissional brasileira? Os resultados da pesquisa indicam que os contornos e nuances contidos na história da Educação Profissional são suportes arqueológicos significativos para compreensão e análise da identidade conceitual e estrutural observada hoje nas escolas que integram o Ensino Médio à Educação Profissional.  A título de conclusão pode-se inferir que as resistências, mudanças e embates são aspectos intrinsecamente relacionados ao passado histórico da Educação Profissional brasileira, portanto, não há como analisar o presente sem relacioná-lo à sua história

Palavras-chave


Ensino Médio. Educação Profissional. História. Currículo Integrado.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, Miriam; CASTRO, Mary Garcia. Ensino Médio: múltiplas vozes. Brasília: Ministério da Educação, 2003.

BOGDAN, Roberto C.; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer Nº 76, de 21 de janeiro de 1975. Fixa Diretrizes para Educação Básica. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 23 jan. 1975. Seção 1, n. 170, p. 24-50.

BRASIL. Decreto n. 2.208, de 17 de abril de 1997. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 18 abr. 1997. Seção 1, n. 274, p. 7760-7761.

BRASIL. Decreto No 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 jul. 2004. Seção 1, n. 142, p. 18.

BRASIL. Lei Nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Poder Legislativo, Brasília, DF, 27 dez. 1961, Seção 1. p. 11.429.

BRASIL. Lei Nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Poder Legislativo, Brasília, DF, 12 ago. 1971, Seção 1. p. 6377.

BRASIL. Lei Nº 7.044, de 18 de outubro de 1982. Altera dispositivos da Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971, referentes a profissionalização do ensino de 2º grau. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, DF, 19 out. 1982. p.19539.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Seção 1, n. 248, p. 27833-27841.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. (Orgs.). Ensino Médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005. p. 83-105.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios artesanais e manufaturas no Brasil escravocata. São Paulo: UNESP, 2000.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marize. (Orgs.). Ensino Médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

KUENZER, Acacia. Ensino Médio e Profissional: as políticas do estado neoliberal. São Paulo: Cortez, 1997.

KUENZER, Acacia. Ensino Médio: construindo uma proposta para os que vivem do trabalho. São Paulo: Cortez, 2007.

MANFREDI, Silvia Maria. Educação Profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.




DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2018v16i3p751-767

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais