Avaliação de sites por professores de Matemática: a construção de um referencial de análise
Websites assessment by math teachers: the construction of an analysis referential

Heitor Antônio Gonçalves

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa cujo principal objetivo foi construir um Referencial de Análise de sites da internet voltados para a Educação Matemática e testar sua utilização com professores da Escola Básica. Este Referencial de Análise foi elaborado a partir de investigações sobre os parâmetros necessários e mais adequados para uma escolha apropriada de sites. Os parâmetros permitem analisar a usabilidade de sites e a adequação destes para as diversas faixas etárias assim como para consulta do próprio professor. Inicialmente foi elaborado um perfil dos professores. Em seguida, em caráter de teste, o Referencial foi utilizado por um grupo de professores e licenciandos cujos resultados também são discutidos neste artigo.


Palavras-chave


Referencial de Análise; Tecnologias de Informação e Comunicação; Educação Matemática.

Texto completo:

PDF

Referências


BORBA, M. C. (2010). Softwares e internet na sala de aula de matemática. X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e

Diversidade. Salvador, Julho.

BORBA, M. C.; SCUCUGLIA, R. S.; GADANIDIS, G. (2014). Fases das tecnologias digitais em educação matemática: sala de aula e internet em movimento. São Paulo: Autêntica.

CGI.BR. (2013). TIC EDUCAÇÃO 2013: Pesquisa Sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil.

D’AMBROSIO, U. A prática na sala de aula. In: Educação matemática: da teoria àprática. Campinas: Papirus, 1996. 121 p., cap. 5, p. 91-108.

D’AMBROSIO, U. (2014). Reflexões sobre conhecimento, currículo e ética. In ARANTES, V. A. (Org.) Ensino de matemática. São Paulo: Summus Editorial.

AUTOR COMPLETAR AUTOR.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS. (2007). Indicadores da Qualidade na Educação. São Paulo: Ação Educativa,.

KENSKI, V. M. (2011). Educação e tecnologias: novo ritmo da informação. São Paulo: Papirus.

LÉVY, P. (2008). Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Coleção TRANS. São Paulo: 34.

MACHADO, N. J. (2014) Ensino de matemática: das concepções às ações docentes. In ARANTES, V. A. (Org.) Ensino de matemática. São Paulo: Summus Editorial.

MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. (2011). Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus.

NIELSEN J.; LORANGER, H. (2007). Usabilidade na web: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro: Campus.

RÜDIGER, F. (2011). As teorias da cibercultra: perspectivas, questões e autores. Porto Alegre: Sulina.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais



INDEXADORES DA REVISTA
     
             Anti-Plágio