Formação de professores em Modelagem Matemática: uma hermenêutica dos relatórios do GT 10 – Modelagem Matemática da SBEM
Teacher education in Mathematical Modeling: a hermeneutics of the reports of WG 10 - Mathematical Modeling of SBEM

Wellington Piveta Oliveira, Tiago Emanuel Klüber

Resumo


Resumo

Esse texto tem sua gênese em um estudo mais amplo, no qual focamos a formação inicial de professores de Matemática em Modelagem. O movimento de pesquisa efetuado nos remeteu à leitura e compreensão da formação de professores em Modelagem no âmbito da pesquisa, a partir dos relatórios do Grupo de trabalho, GT-10, Modelagem Matemática da SBEM, nas últimas quatro edições do Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, SIPEM (2006-2015). Dessa perspectiva, interrogamos: “O que revelam os relatórios do GT-10 de Modelagem Matemática (2006, 2009, 2012, 2015), vinculados a SBEM, sobre a formação de professores em Modelagem Matemática na Educação Matemática brasileira?”. Essa pesquisa de abordagem qualitativa, fenomenológico-hermenêutica, revela que a formação de professores em Modelagem na Educação Matemática tem sido discutida na comunidade só recentemente e que, embora seja jovem, os relatórios apontam que o foco das pesquisas ainda não se reporta diretamente a ela como temática principal.

Abstract

This text has the genesis in a larger study, in which we focus on the initial teacher education in Mathematics Modeling. The research movement sent us to the reading and understanding of teacher education in Modeling as part of the research, from the Working Group reports, GT-10, SBEM Mathematics Modeling in the last four editions of the International Research Seminar Mathematics Education, SIPEM (2006-2015). From this perspective, we question: "What reveal the reports of the GT-10 Mathematical Modelling (2006, 2009, 2012, 2015), linked to SBEM on teacher education in Mathematical Modeling in Brazilian Mathematics Education?". This qualitative research, phenomenological-hermeneutics reveals that teacher education in Mathematics Modeling in Mathematics Education has been discussed in the community only recently and, although young, the reports show that the focus of the research has not directly report to it main theme.


Palavras-chave


Licenciatura em Matemática; Educação Superior; Pesquisa Educacional.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, R. N. (2009). Modelagem Matemática nas atividades de estágio: saberes revelados por futuros professores. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, São Carlos, SP.

BARBOSA, J. C. (2001). Modelagem Matemática e os professores: a questão da formação. Bolema: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 14, n. 15, p. 5-23.

BARBOSA, J. C.; CALDEIRA, A. D. (2006). Relatório do GT 10 – Modelagem Matemática III Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática. III SIPEM.

BARBOSA, J. C.; CALDEIRA, A. D.; ARAÚJO, J. de L. (2009). GT 10 – Modelagem Matemática: relatório das sessões do GT10 no IV Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática. IV SIPEM.

BARBOSA, A. A. de S. (2012). Modelagem Matemática: relatos de professores. 2012. 378 p. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática), Universidade Federal da Paraná, Curitiba.

BICUDO, M. A. V. (2011). Pesquisa qualitativa segundo a visão fenomenológica. São Paulo: Cortez.

CEOLIM, A. J. (2015). Modelagem matemática na educação básica: obstáculos e dificuldades apontados por professores. Tese (Doutorado em Educação). São

Carlos: Universidade Federal de São Carlos, UFSCar.

GARCIA, C. M. (1999). Formação de professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora.

GARNICA, A. V. M. (1997). Algumas notas sobre pesquisa qualitativa e fenomenologia. Interface – comunicação, saúde, educação, v.1, n.1.

HERMANN, N. (2002). Hermenêutica e Educação. Rio de Janeiro: DP&A.

OLIVEIRA, A. M. P. de. (2006). As experiências dos futuros professores com modelagem matemática. In: III Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, 3, 2006, Águas de Lindóia – SP. Anais... III Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática.

OLIVEIRA, A. M. P. (2010). Modelagem matemática e as tensões nos discursos dos

professores. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana, Salvador.

SCHÄFER. L.; SCHNELLE, T. (1986). Introducción. In: FLECK, L. La génesis y el desarrollo de un hecho científico. Prólogo de Lothar Schäfer e Thomas Schnelle. Madrid: Alianza Universidad.

SBEM, (2012). Sociedade Brasileira de Educação Matemática. Boletim Temático: Divulgação do relatório do V Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, 2012. n. 19, Petrópolis – RJ.

SBEM, (2016). Sociedade Brasileira de Educação Matemática. Boletim Temático: Divulgação do relatório do VI Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, 2015. n. 52, Pirenópolis – GO..

SILVEIRA, E. (2007). Modelagem matemática em educação no Brasil: entendendo o universo de teses e dissertações. Dissertação. Curitiba: Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, UFPR, Curitiba.

TAMBARUSSI, C. M. (2015). A formação de professores em modelagem matemática: considerações a partir de professores egressos do Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná - PDE. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação Comunicação e Artes, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2017v19i2p167-186

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA