A dimensão sociopolítica da matemática: em foco os processos formativos do professor indígena
The sociopolitical dimension of mathematics: in focus the formative processes of the indigenous teacher

Lucí Teresinha Marchiori dos Santos Bernardi, Bruna Larissa Cecco

Resumo


O presente trabalho, de cunho teórico, objetiva discutir o processo de formação inicial de professores Kaingang no Curso de Licenciatura Intercultural Indígena em Matemática e Ciências da Natureza. O estudo tem aporte teórico na Educação Matemática Crítica. Propomos pensar a formação de modo a potencializar o acadêmico indígena à luz do cenário de sua cultura, com uma educação matemática para o empowerment. Para ressaltar esse potencial, tratamos da matemacia. Destacamos a necessidade de pensar os critérios utilizados na construção dos conceitos matemáticos e superar a ideologia da certeza, dada em função do pensamento hegemônico acerca da universalidade da matemática.

The present theoretical work aims to discuss the initial formation process of Kaingang teachers during Intercultural Indigenous Licentiate in Mathematics and Natural Sciences. The study has a theoretical contribution in Critical Mathematics Education. We propose to think of the formation to empower the indigenous academic in the light of the scenario of their culture, with a mathematical education for empowerment. To emphasize this potential, we are dealing with matheracy. We emphasize the need to think about the criteria used in the construction of mathematical concepts and to overcome the ideology of certainty, given as a function of hegemonic thinking about the universality of mathematics.


Palavras-chave


Educação Matemática Crítica; Professor Indígena; Empowerment; Matemacia.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNARDI, L. S.; CALDEIRA, A. D.; DUARTE, C. G. Posição de fronteira e produção de significados na educação matemática indígena. Reflexão e Ação. V.21, Especial, 2013.

BIOTTO FILHO, D. O desenvolvimento da matemacia no trabalho com projetos. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Campus Rio Claro. Universidade Estadual Paulista, Rio Claro: 2008.

BORBA, M.; SKOVSMOSE, O. A ideologia da certeza em matemática. In: SKOVSMOSE, O. A educação matemática crítica: a questão da democracia. Campinas, SP: Papirus, 2001. (Coleção Perspectivas em Educação Matemática).

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para as escolas indígenas. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Parecer N.14/99, do Conselho Nacional de Educação. Brasília: MEC/SEF, 1999.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEF, 2018.




DOI: https://doi.org/10.23925/1983-3156.2018v21i2p202-215

Direitos autorais 2019 Educação Matemática Pesquisa : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática



INDEXADORES DA REVISTA
     
             Anti-Plágio