Às (as) margens do outro: uma leitura de Balança, Trombeta e Battleship, de Mário de Andrade

Ricardo Gaiotto de Moraes

Resumo


O objetivo deste estudo é, a partir da leitura de “Balança, Trombeta e Batleship”, conto de Mário de Andrade, publicado postumamente em 1994, analisar como a interação dos personagens entre si e com a paisagem constitui figuração da descoberta do outro. Além disso, quando oportuno, comparar-se-á o conto a outros textos de Mário de Andrade e da literatura brasileira que aparentam certa afinidade com a temática apresentada.


Palavras-chave


Mário de Andrade; Conto; Alteridade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em: