A História da Ciência na formação inicial de professores de ciências

Isilda Teixeira Rodrigues

Resumo


Resumo

No Currículo do Ensino Básico em Portugal(1) considera-se importante que os alunos conheçam relatos de como ideias foram divulgadas, aceites, desenvolvidas, substituídas ou rejeitadas e ainda que reconheçam que o conhecimento científico está em evolução permanente, sendo um conhecimento inacabado. Embora se constate, da análise dos programas, que a História da Ciência adquire maior importância ao longo dos níveis de ensino (do Ensino Básico para o Ensino Secundário), há ainda, na nossa opinião, muito a ser feito. A utilização da História da Ciência no ensino das ciências traz para o centro dos problemas educativos a formação de professores. Não serve de nada mudar os currículos, se não houver mudanças nos professores que os implementam. Nesta comunicação pretendemos analisar as alterações nos planos de estudos dos cursos de formação de professores de Ciências em Portugal, nos últimos 15 anos. Verificámos, que apesar de esta temática ter sido introduzida nos currículos dos ensinos básico e secundário, com o processo de Bolonha, ela deixou de existir nos planos de estudos em algumas universidades que fazem formação inicial de professores de ciências.

1 - DEB, Orientações Curriculares para o 3o Ciclo do Ensino Básico – Ciências Físicas e Naturais. Lisboa: Ministério da Educação, 2001.

Palavras-chave: História da Ciência, Planos de Estudos, Formação inicial, Ensino das Ciências

Abstract

In the Curriculum of Basic Education in Portugal it is important that the students know about how ideas have been divulged, accepted, developed, substituted or rejected and that they recognize that scientific knowledge is in constant evolution, being an unfinished knowledge. Although it is clear from the analysis of the programs that the history of science is becoming more important throughout the educational levels (from elementary school to secondary education), there is still a lot to be done in our opinion. The use of the History of Science in the teaching, brings to the center of educational problems the formation of teachers. It is no use changing the curricula if there are no changes in the teachers who implement them. In this paper, we intend to analyze the changes in the study plans of the science teacher training courses in Portugal in the last 15 years. We verified that although this theme was introduced in the curricula of primary and secondary education, with the Bolonha process, it no longer exists in the curricula in some universities that form teachers.

Keywords: History of Science, Science Teaching, Study Plans


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-2911.2019v20p2-14