António Ferreira da Silva and the Teaching of Chemistry at the Academia Politécnica do Porto (1877–1910)

José Ferraz-Caetano, João Paiva, Francisco Malta Romeiras

Resumo


Resumo

No final do século XIX, a química ganhou notoriedade como uma das principais “ciências ao serviço” da nação. O surgimento de novos tópicos, métodos e práticas úteis contribuíram para a valorização da química e para a definição de medidas governamentais em temas como saúde pública, educação e proteção ambiental. Lente na Academia Politécnica do Porto entre 1877 e 1910, António Ferreira da Silva (1853–1923) desempenhou um papel central na modernização do ensino e da investigação em química em Portugal. Ferreira da Silva foi responsável pela introdução de cursos suplementares de química, pela reformulação do ensino prático, e pela elaboração de novos procedimentos e regulamentos de ensino “que em muito engrandeceram a educação científica” em Portugal. Enquanto lente da Academia Politécnica do Porto, Ferreira da Silva privilegiou ainda a articulação entre o Laboratório da Academia e as indústrias nacionais, contribuindo, em larga medida, para emergência da Química Analítica como uma nova disciplina.

Palavras-chave: António Ferreira da Silva; Academia Politécnica do Porto; Química Analítica. Abstract

By the turn of the nineteenth century, chemistry had become a “science at the service” of the nation. The emergence of useful topics, methods, and practices contributed to the valorization of chemistry and to the definition of new governmental directives on issues such as public health, education and environment. Lecturer at the Academia Politécnica do Porto between 1877 and 1911, António Ferreira da Silva (1853–1923) played a crucial role in the modernization of the teaching and practice of chemistry in Portugal. Ferreira da Silva created new supplementary chemistry courses, reformed the practical teaching of chemistry, and drafted new proceedings and syllabi “that glorified scientific education” in Portugal. As lecturer of the Academia Politécnica do Porto, he made important steps in the establishment of collaborations between the Academia’s Laboratory and national industries, which largely contributed to the emergence of Analytical Chemistry as an autonomous discipline.

Keywords: António Ferreira da Silva; Academia Politécnica do Porto; Analytical Chemistry.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-2911.2019v20espp213-221

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM