Dialogismo no romance português contemporâneo

Autores

  • Raquel Trentin Oliveira Universidade Federal de Santa Maria
  • Gérson Werlang Universidade de Passo Fundo

Palavras-chave:

Dialogismo, Discurso bivocal de orientação vária, Romance português contemporâneo, José Saramago

Resumo

Objetivamos, neste artigo, refletir sobre a constituição dialógica do romance contemporâneo português, retomando, para isso, as contribuições de M. Bakhtin sobre esse gênero literário. Bakhtin enfatiza, nos seus estudos, o discurso bivocal de orientação vária, as interações complexas entre diferentes pontos de vista num mesmo enunciado, que elevariam a um mais alto grau o dialogismo do romance. O romance atual diversifica as formas de transmissão do discurso de outrem, embaralhando as vozes das personagens e exigindo atenção redobrada do leitor para a instituição do sentido. Exemplificamos essa tendência por meio da análise do romance Levantado do chão (1980), do consagrado autor português José Saramago.


Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Raquel Trentin Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria

Professora da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM/RS, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil;

Gérson Werlang, Universidade de Passo Fundo

Professor da Universidade de Passo Fundo – UPF/RS, Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil;

Publicado

2013-06-28

Como Citar

Oliveira, R. T., & Werlang, G. (2013). Dialogismo no romance português contemporâneo. Bakhtiniana. Revista De Estudos Do Discurso, 8(1), Port. 176–189 / Eng. 175. Recuperado de https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/13810

Edição

Seção

Artigos