MELO JR., Orison Marden Bandeira de. Literatura e racismo: uma análise intercultural. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2013. 111 p. [Coleção Étnico-racial].

Autores

  • Rubens Pereira dos Santos UNESP

Palavras-chave:

Resenha

Resumo

Resenha

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rubens Pereira dos Santos, UNESP

Elisabeth Brait, assinatura Beth Brait, é crítica, ensaísta, professor associado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e professor associado aposentado da Universidade de São Paulo. Graduação em Letras pela Universidade de São Paulo (1971); doutorado em Lingüística pela Universidade de São Paulo (1981); livre-docência em Lingüística pela Universidade de São Paulo (1994); pós-doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales - Paris/França. É pesquisadora nível 1 do CNPq e assessora da CAPES, do CNPq e da FAPESP. Coordenadora do PEPG em LAEL-PUC-SP; presidente da ANPOLL (gestão 2004-2006). É autora das obras A personagem (Ática, 1985), Ferreira Gullar (Abril, 1981), Guimarães Rosa (Abril, 1983), Gonçalves Dias (Abril, 1983), Ironia em perspectiva polifônica (Ed. da Unicamp, 1996); co-autora, com Negrini e Lourenço, das obras didáticas Encontro com a linguagem (Atual, 1977, 3 volumes) e Aulas de Redação (Atual, 1980); colaboradora nas obras coletivas Uma introdução a Bakhtin (Hatier, 1988), Análise de textos orais (FFLCH, 1993), Dialogismo, polifonia e intertextualidade (EDUSP, 1994), Do inteligível ao sensível (EDUC, 1995), Diálogos com Bakhtin (Ed. da UFPR, 1996), O Discurso oral culto (Humanitas, 1997), Formando uma sociedade leitora (Ed. Universidade de Passo Fundo,1999), Fundamentos e dimensões da análise do discurso (NAD/Carol Borges Editora, 1999), Espaços da linguagem na educação (Humanitas, 1999), Gusti e disgusti. Sociosemiotica del quotidiano (Texto & Immagine, 2000), A prática de linguagem em sala de aula (Mercado de Letras/Educ, 2000), Os discursos do descobrimento (Edusp/Fapesp, 2000), Linguagem e Trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França (Cortez, 2002), dentre outros. É organizadora dos livros Bakhtin, dialogismo e construção do sentido (Ed. da Unicamp, 1997), O sertão e os sertões (Editora Arte e Ciência, 1998), Imagens do Brasil: 500 Anos, com Neusa Bastos, (EDUC, 2000), Estudos enunciativos no Brasil: histórias e perspectivas (Pontes/FAPESP, 2001), Bakhtin: conceitos-chave (Contexto, 2005) e Bakhtin outrosconceitos-chave (Contexto, 2006). Foi crítica militante de literatura no Jornal da Tarde e outros periódicos paulistas durante as décadas de 70 e 80. Dentre as atividades editoriais destacam-se a participação em vários conselhos e comissões editoriais de periódicos científicos, caso da Revista da ANPOLL - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Lingüística - e do Conselho Editorial da Editora Humanitas da FFLCH/USP (1995 -2002); e a coordenação das coleções Lendo e Documentos da Atual Editora (década de 1980) e da Área Linguagens e Códigos, da coleção didática das Escolas Associadas Pueri Domus (desde 2001: 24 fascículos publicados). Colaboradora da Revista Língua Portuguesa.

Publicado

2015-04-30

Como Citar

Pereira dos Santos, R. (2015). MELO JR., Orison Marden Bandeira de. Literatura e racismo: uma análise intercultural. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2013. 111 p. [Coleção Étnico-racial]. Bakhtiniana. Revista De Estudos Do Discurso, 10(1), Port. 209–216 / Eng. 222. Recuperado de https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/22154

Edição

Seção

Resenhas