ENSINAR MATEMÁTICA À LUZ DE UMA PERSPECTIVA CRÍTICA: algumas reflexões

Josias Pedro da Silva, Iranete Maria da Silva Lima, Verônica Gitirana

Resumo


Este ensaio traz reflexões sobre possibilidades de ruptura com a perspectiva universalista presente no modelo tradicional de ensino, por meio da integração de elementos do contexto sociopolítico e cultural dos estudantes nas atividades matemáticas. Para tanto, apresentamos um exemplo de atividade para cada um dos seis ambientes de aprendizagem preconizados pela Educação Matemática Crítica, destacando o cenário para investigação como ambiente que favorece o diálogo e a investigação que, por sua vez, são elementos necessários para o desenvolvimento do pensamento crítico dos estudantes. Estes exemplos podem ajudar o professor a repensar suas escolhas didáticas, de modo a incorporar elementos do contexto sociopolítico e cultural nas aulas de matemática, como estratégia de ensino em uma perspectiva crítica.


 


Palavras-chave


Ensino de Matemática; Educação Matemática Crítica; Ambientes de aprendizagem; Diálogo; Investigação; Crítica

Texto completo:

PDF

Referências


ALRØ, H.; SKOVSMOSE, O. Diálogo e aprendizagem em educação Matemática. Tradução de Orlando Figueiredo. 2. Ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

CARRANZA, P.; SQRECCIA, N.; QUIJANO, T.; GOIN, M.; CHRESTIA, M. Ambientes de aprendizaje y proyectos escolares con la comunidad. Revista Latinoamericana de Etnomatemática, vol. 10, n. 1, 2017.

CARVALHO, X.; SANTOS, A. S. Sistema de Tratamento de águas cinzas (Folder). Serta: Ibimirim, 2017.

CURY, H. As concepções de Matemática dos professores e suas formas de considerar os erros dos alunos. 1994. 276f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1994.

DURO, M. L.; BECKER, F. Análise Combinatória: do método aleatório à combinatória sistemática. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 3, p. 859-882, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v40n3/2175-6236-edreal-41714.pdf. Acesso em out. 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

LIMA, I. M. S. Alfabetização Matemática na perspectiva da Educação do Campo. In: BORBA, Rute Elizabete de Souza Rosa; CRUZ, Magna do Carmo Silva. (Org.). Ciclo de Palestras - Volume 2. 1ªed. Recife - PE: Editora Universitária da UFPE, 2016, v. 2, p. 10-23.

LIMA, A. S. Educação do Campo e Educação Matemática: relações estabelecidas por camponeses e professores do agreste e sertão de Pernambuco. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco. Caruaru, 2014.

______. A relação entre conteúdos matemáticos e o campesinato na formação de professores de matemática em cursos de licenciatura em educação do campo. 2018. 215f. Tese (Doutorado em Educação Matemática e Tecnológica). Programa de Pós-Graduação EDUMATEC, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018.

MIGUEL, A.; GARNICA, A. V.; IGLIORI, S. B. C.; D’AMBRÓSIO, U. A educação Matemática: breve histórico, ações implementadas e questões sobre sua disciplinarização. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 27, p. 70-93, 2004.

MORTATTI, M. R. L. Um Balanço Crítico da “Década da Alfabetização” no Brasil. Cad. Cedes, Campinas, v. 33, n. 89, p. 15-34, 2013. Disponível em:< http://www.scielo.br/ pdf/ccedes/v33n89/a02v33n89.pdf>. Acesso em: 09 out 2019.

PENTEADO, M. G.; SKOVSMOSE, O. Riscos trazem possibilidades. In: SKOVSMOSE, O. Desafios da reflexão em educação matemática crítica. Campinas: Papirus, 2008. p. 41-51.

QUARTIERI, M. T.; GIONGO, I. M. Matemática e Disciplinamento sobre os saberes escolares: uma análise de cadernos de alunos de uma escola rural do Rio Grande do Sul na década de 1940. Anais da 33ª Reunião Anual da Anped. Caxambu-MG, 2010. Disponível em: < http://33reuniao.anped.org.br/33encontro/app/webroot/files/file/ Trabalhos%20em%20PDF/GT19-6320--Int.pdf > Acesso em: 09 out. 2019.

SILVA, J. P. Ensino da função afim em escolas do campo: uma análise do ponto de vista dos alunos do primeiro ano do ensino médio. 2014. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso - Licenciatura em Matemática) – Universidade Federal de Pernambuco. Caruaru, 2014.

______. Ensino de função afim em turmas de Educação de Jovens e Adultos do Campo – EJA Campo Ensino Médio. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-graduação em Educação Contemporânea do Centro Acadêmico. Caruaru – PE: Universidade Federal de Pernambuco, 2017.

SKOVSMOSE, O. Educação matemática Crítica: a questão da democracia. Campinas, Sp: papiros, 2001 (Coleção Perspectiva em Educação Matemática).

______. Desafios da Reflexão em Educação Matemática Crítica. Campinas, SP: Papirus, 2008.

______. Um convite à Educação Matemática Crítica. Tradução de Orlando de Andrade Figueiredo. Campinas, SP: Papirus, 2014.

VOLTOLINI, L.; KAIBER, C. T. Cenários para Investigação: ambientes de aprendizagem matemática na educação escolar indígena. Revista paranaense de Educação matemática – RPEM. v. 6, n. 12, p. 187-202, 2017. Disponível em:< http://www.fecilcam.br/ revista/index.php/rpem/article/viewFile/1597/pdf_239>. Acesso em: 08 out. 2019.

WANDERER, F. Educação matemática, Racismo e Inclusão Diferenciada: estudando uma escola rural do período da campanha de nacionalização. Anais da 31ª Reunião Anual da Anped. Caxambu-MG, 2008. Disponível em: Acesso em: 09 out. 2019




DOI: https://doi.org/10.23925/2358-4122.2019v6i3p180-198

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ensino da Matemática em Debate (ISSN 2358-4122)

Indexadores:

      

  


Os artigos publicados não expressam necessariamente a opinião da revista e são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional