Para alemão ler: Alencar e Taunay por Arno Philipp

André Luis Mitidieri, Miquela Piaia

Resumo


Neste trabalho, analisamos as atividades do cidadão teutobrasileiro Arno Philipp como tradutor ao alemão de romances de José de Alencar e Visconde de Taunay, baseando-nos nas fontes e nos rastros procedentes do Acervo Literário Arno Philipp (ALAPH), por nós organizado após tomarmos ciência de uma infinidade de documentos, sobretudo acerca do tradutor e da correspondência por ele mantida com os familiares de Alencar e Taunay, depositados no Museu e Arquivo Histórico de Panambi. Daí resultantes, os dados ora apresentados permitem tecer uma série de considerações acerca da presença da literatura brasileira nessa cidade sul-rio-grandense, à época em que era denominada Colônia NeuWürttemberg. Por meio das referidas traduções e de outras ações, Philipp mediava a brasilidade e o germanismo, possibilitando produzir, a partir do material disposto no acervo que leva seu nome, uma micro-história literária que, centrada em contatos interculturais, se apoia nos ensinamentos do historiador italiano Carlo Ginzburg.


Palavras-chave


Acervo Literário Arno Philipp; José de Alencar; Literatura brasileira traduzida para o alemão; Visconde de Taunay.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: