Os croquis parisiens de Joris-Karl Huysmans. Ou quando a literatura se torna pintura

Leila de Aguiar Costa

Resumo


Os Croquis parisiens, publicados em 1880, dão a ler e a ver, graças ao diálogo entre o poético e o pictórico, cenas da vida cotidiana, povoada por uma diversidade de tipos ─ com suas obsessões ─ e de lugares ─ dos mais comuns aos mais bizarros. É objetivo deste artigo revelar o motus poético do texto de Huysmans, em sua estreita relação com o pictural, a ponto de ser possível falar da escrita huysmansiana como de uma literatura abertamente pictórica.


Palavras-chave


Croquis textual; Literatura pictórica; Picturalidade; Olhar; Modernidade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 FronteiraZ : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

FronteiraZ está indexada em:

Apoio: