Entre o partido e a academia: marxistas e questão racial no Brasil

Theófilo Codeço Machado Rodrigues

Resumo


Este artigo tem o objetivo de demonstrar a riqueza da relação entre o marxismo e a questãoracial no Brasil. Para tanto, examinaremos duas dimensões: (1) a forma como o PartidoComunista do Brasil e alguns de seus intelectuais, como Nelson Werneck Sodré, Caio PradoJr. e Clóvis Moura, lidaram com essa relação, e (2) a maneira como os pensadores marxistasbrasileiros especialmente Luiz de Aguiar Costa Pinto, Florestan Fernandes, Fernando HenriqueCardoso, Octávio Ianni e Carlos Hasenbalg, incorporaram-na em suas produções acadêmicas.Mais do que aprofundar propriamente os conceitos formulados pelos autores, o presenteartigo oferece ao leitor um pequeno mapa dos caminhos tortuosos da relação construídaentre alguns intelectuais marxistas e a questão racial no Brasil.

Palavras-chave


Raça; marxismo; Partido Comunista; teoria social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/ls.v19i34.25759

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Lutas Sociais
Revista do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS)
Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais – PUC/SP
Ministro Godói, 969 - 4º andar – Perdizes
CEP: 05015-001 - São Paulo - SP - Brasil
Fone/Fax: (+55 11) 3670-8517

Lutas Sociais está indexada em: