Resenha do livro “Odeio os indiferentes: escritos de 1917”, de Antonio Gramsci

Autores

  • Glauber Lopes Xavier Universidade Estadual de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.23925/ls.v25i46.52945

Resumo

Como um vulcão em erupção, a escrita de Antonio Gramsci na obra Odeio os indiferentes: escritos de 1917, não passa incólume a nenhum leitor, favorável ou não aos seus pensamentos. A edição recentemente publicada pela Boitempo trás 21 dos 289 artigos publicados pelo filósofo marxista italiano no ano de 1917, muitos deles publicados nos jornais socialistas Avanti! e Il Grido del Popolo e no folhetim La Città futura, pertencente à Federação Juvenil Socialista. Dez dos 21 artigos são inéditos em língua portuguesa, de tal sorte que a publicação do livro se trata de um verdadeiro presente aos estudiosos e demais leitores da obra de Gramsci. Gestados no calor dos acontecimentos que tomaram o solo russo no ano de 1917, os breves, porém densos, textos abordam a experiência revolucionária que deu origem ao comunismo naquele país.

Biografia do Autor

Glauber Lopes Xavier, Universidade Estadual de Goiás

Economista. Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás. Realizou estágio de pós-doutorado no CPDA/UFRRJ. Professor efetivo da Universidade Estadual de Goiás, atuando no curso de Ciências Econômicas e no PPG TECCER. Conduz pesquisas sobre a economia política do capitalismo periférico.

Downloads

Publicado

2022-05-08