As paixões segundo a Filocalia dos Santos Padres Népticos

Autores

  • Wilma Steagall De Tommaso Pontifícia Universidade Católica de Sao Paulo

DOI:

https://doi.org/10.19143/2236-9937.2016v5n10p230-248

Palavras-chave:

Filocalia, Pais do deserto, Paixões, Combate interior

Resumo

O artigo pretende apresentar de forma suscinta a Philocalie des Pères Neptiques: À l’école mystique de la prière intérieure, coleção de sete volumes que contem textos monásticos originais dos Pais do Deserto do Oriente. Com ênfase no pensamento de Evágrio Pôntico (345-399), os textos estão em ordem cronológica e começam por Santo Antão, século IV conhecido como o pai dos monges e vão até Simeão de Tessalônia, século XV. Esse vasto tratado dá a direção àqueles que pretendem seguir o caminho ascético, a começar pela difícil batalha interior: a luta contra as próprias paixões. Para isso, o monge deve aceitar a morte, aprender a oração do coração. É a práxis que liberta o asceta das paixões e o torna livre para amar. Esse é o aspecto do tratado literário que será  aqui descrito.

Biografia do Autor

Wilma Steagall De Tommaso, Pontifícia Universidade Católica de Sao Paulo

CV: http://lattes.cnpq.br/8209900139809763

Downloads

Publicado

2015-11-23