O Imaginário no Sermão pelo Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda, de Padre Antônio Vieira.

Alair Matilde Naves

Resumo


Este artigo apresenta o imaginário presente no Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda, de Padre Antonio Vieira. O objetivo é promover uma leitura contextualizada do sermão considerando o imaginário religioso da época, o período colonial em que viveu Padre Vieira. Para alcançar este objetivo, é considerada a noção do mito fundador da sociedade brasileira e do mundo português por meio de uma pesquisa bibliográfica de viés histórico e "viagem" analítica pelo próprio sermão. O mito fundador é constituído por três elementos: uma elaboração simbólica chamada “Oriente” – lugar abençoado, uma “visão do paraíso”; uma compreensão da história sustentada pela vontade de Deus e realização das profecias bíblicas, e, uma compreensão medieval da figura do governante como “rei pela vontade de Deus”. O imaginário colonial tem como tripé a Vontade, a Palavra e a Obra de Deus. O artigo proporciona uma “viagem” pelos tomos do Sermão na perspectiva do imaginário, abstraindo do texto os movimentos do orador e o cenário em que ocorre: a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, na Cidade da Bahia (Salvador) – na mesma ocasião em que o Brasil estava na iminência de uma invasão holandesa.

 

 


Palavras-chave


Mito. Imaginário. Religião. Cristandade. Protestantismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLVARES, Cláudia Assad. Sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as de Holanda, de Pe. Antonio Vieira. In: http://www.passeiweb.com/estudos/livros/sermao_pelo_bom_sucesso_das_armas. Acesso em: 27 ago. 2017.

CHAUI, Marilena. Brasil, mito fundador e sociedade autoritária. In: História do Povo Brasileiro. São Paulo. Editora Fundação Perseu Abramo, 2001. p. 57-87.

GUIA Geográfico História do Brasil. Invasão Holandesa na Bahia. In: http://www.historia-brasil.com/bahia/invasao-holandesa.htm. Acesso em: 02 set. 2017.

GUIA Geográfico História do Brasil. O Brasil no Século 17. In: http://www.historia-brasil.com/seculo-17.htm. Acesso em: 02 set. 2017.

MENDES, Iba. Padre Vieira: O Sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as de Holanda. In: http://www.ibamendes.com/2011/04/padre-vieira-o-sermao-pelo-bom-sucesso.html. Acesso em: 27 ago. 2017.

OBRAS COMPLETAS DO PADRE ANTÔNIO VIEIRA (1854) Sermões. Preparado e revisto por Gonçalo Alves. Porto. Lello & Irmão – Editores, 1959. Vol. 14, 297-326.

PINTO DA COSTA, Ana Claudia S. Invasão Holandesa na Bahia. In http://www.salvador.ba.leg.br/memorial_fato_int.aspx?id=12. Acesso em: 02 set. 2017.

RECONQUISTA da península ibérica. Disponível em: https://www.todamateria.com.br/reconquista-da-peninsula-iberica/ Revisado em 03 jul. 2018. Acesso em: 02 dez. 2018.

RIBEIRO JR., W.A. Cláudio Ptolomeu. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0508. Consulta: 02 dez. 2018.

SIGNIFICADOS. Significado de anáfora. Disponível em: https://www.significados.com.br/anafora/. Data de atualização: 19 jul. 2016. Acesso em: 02 dez. 2018.

SILVA, Gilberto da. Encontro de mundos: o imaginário colonial brasileiro refletido nos sermões do Padre Antônio Vieira. Canoas. Editora da ULBRA, 2006.

VIEIRA, Padre Antônio. Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda. In: http://www.bocc.ubi.pt/pag/vieira-antonio-contra-armas-holanda.pdf. Acesso em: 27 ago. 2017.

VIEIRA, Padre Antônio. História do Futuro – Do quinto império de Portugal. Lisboa. Imprensa Nacional Casa da Moeda, s. d. p. 209.




DOI: https://doi.org/10.23925/2236-9937.2020v21p557-588

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.