A arte como expressão do sagrado: uma meditação sobre a liturgia e arte sacra.

Autores

  • Wilma Steagall De Tommaso Pontifícia Universidade Católica de Sao Paulo

DOI:

https://doi.org/10.23925/2236-9937.2019v19p279-309

Palavras-chave:

Arte Sacra - Concílio Vaticano II - Primeiro Milênio - Liturgia.

Resumo

Pelo Concílio Ecumênico Vaticano II, somos convidados a nos inspirar na arte e na arquitetura dos cristãos do Primeiro Milênio. Sob a premissa de que o simbolismo do templo cristão repousa na analogia que há entre o templo e o Corpo de Cristo, esta comunicação tem como objetivo entender como os cristãos, a partir do século IV, após o Edito de Milão em 313, conceberam a arquitetura e a arte nas paredes de seus templos. No Antigo Testamento (Êxodo 25), Moisés recebe de Deus a ordem de construir duas tendas, as duas são separadas por um véu, a Carta aos Hebreus (Hb 8,9,10), retoma o pedido feito ao profeta, interpreta e explica toda a liturgia segundo a qual nasce o templo. A partir daí, demonstrar com citações e slides como eram decoradas interiormente as igrejas do Primeiro Milênio e entender sua coerência teológica, tendo como base textos bíblicos e conciliares, cartas dos papas Pio XII, Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI. Expor a arte e a obra literária de dois artistas sacros contemporâneos: o brasileiro Cláudio Pastro (1948-2016) e o esloveno Marko Ivan Rupnik (1957), e colocar em foco as atribuições necessárias aos artistas da atualidade que se propõem a realizar esse trabalho nas igrejas. 

Biografia do Autor

Wilma Steagall De Tommaso, Pontifícia Universidade Católica de Sao Paulo

 

Doutora em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora no Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS-SP); Professora e pesquisadora do LABÔ (Laboratório de Política, Comportamento e Midia) PUC-SP;Membro Pesquisadora da Sociedade Brasileira de Teologia e Ciências da Religião (SOTER);Membro da ACADEMIA MARIAL de Aparecida. 

Referências

BELTING, Hans. Image et culte: une histoire avant l´époque de l´art. Paris: Les Éditions du Cerf, 2007.

BAUDRY, Gérard-Henry. Les symboles du christianisme ancien: Ier-VII siècle. Paris: Édition du Cerf, 2009.

BESANÇON, Alain. L’image interdite: une histoire intellectuelle de l’iconoclasme. Paris: Gallimard, 2000. (Collections folio/essais)

BOESPFLUG, François. Dieu et ses images, une histoire de l’Eternel dans l’art. Paris: Éditions Bayard, 2008.

ELIADE, Mircea. O mito do eterno retorno. Lisboa: Edições 70, 1968. (Perspectiva do homem 5)

EVDOKIMOV, Paul. L’Art de l’Icône: Théologie de la beauté. Paris: Desclée de Brouwer, 1972.

GOVEKAR, Natasa. (a cura di). Il rosso della piazza d’oro: Intervista a Marko Ivan Rupnik su arte, fede ed evangelizzazione. Roma: Lipa Edizione, 2013.

IRVIN, Dale T.; SUNQUIST, Scott W. História do movimento cristão mundial: do cristianismo primitivo a 1453. São Paulo: Paulus, 2004. v. I

JEDIN, Hubert. Manual de historia de la Iglesia I. Barcelona: Herder, 1966. p. 418-419.

LACOSTE, Jean-Yves (dir.). Dicionário crítico de teologia. São Paulo: Edições Paulinas, Edições Loyola, 2004.

OUSPENSKY, Léonide ; LOSSKY, Vladimir. Le sens des icônes. Paris: Les Éditions du Cerf, 2003.

OUSPENSKY, Léonide. La théologie de l’icône dans l’Église Orthodoxe. Paris: Les Éditions du Cerf, 2007.

PASTRO, Cláudio. Arte Sacra: o espaço sagrado hoje. São Paulo: Edições Loyola, 1993.

PASTRO, Cláudio. Guia do espaço sagrado. 4. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

PASTRO, Cláudio. A arte no cristianismo: fundamentos, linguagem, espaço. São Paulo: Paulus, 2010.

RUPNIK, Marko Ivan. Via della bellezza sapienza di vita. Museu della Basilica, Santa Maria delle Grazie, Quaderni 5. Firenze. Edizione Feeria, 2007

RUPNIK, Marko Ivan. L’autoritratto della chiesa, arte, bellezza e spiritualità. Bologna. EDB Lampi, Centro Editoriale Dehoniano, 2015.

ZEVI, Bruno. Saber ver a arquitetura. São Paulo: Martins Fontes, 2009 (Mundo da Arte).

Sites:

Dom Geraldo Majella AGNELO, Arcebispo Emérito de Salvador. Disponível em: www.paulus.com.br/institucional/odomingopalavra/9-de-dezembro-2o-domingo-do-advento. Acessado em 4 de jan. de 2013.

J.B. LIBANIO, O Concilio Vaticano II e a Modernidade. Disponível em: www.jblibanio. com.br/modules/mastop_publish/?tac=101. Acessado em 26 de janeiro de 2013.

RUPNIK, Mark Ivan. La belleza, lugar del conocimiento integral. Disponível em http:// comunicacioninstitucional.ufv. es/wp-content/uploads/2013/10/Lectio-DHC-Rupnik-.pdf. Acessado em 29 de jun. de 2018.

Cultura ocidental “negligenciou o belo ao reduzi-lo a algo puramente decorativo”, diz P. Marko Rupnik. Disponível em: http://www.snpcultura.org/cultura_ocidental_negligenciou_o_belo_marko_ rupnik.html. Acessado em 12 de jul. de 2018. 11º Encontro Nacional de Arquitetura e Arte Sacra, realizado em Curitiba pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Segunda palestra do dia 20 de setembro de 2017.

Downloads

Publicado

2019-12-16