Guerra Junqueiro e a teopoética da negação como afirmação: Entre A Velhice do Padre Eterno e A Lágrima, veios de um pensamento metafísico

Henrique Manuel Pereira

Resumo


Revisitando o poeta Guerra Junqueiro (1850-1923), e tendo por horizonte as questões religiosa e política, à luz das quais se pesou o passado do poeta e quase se lhe hipotecou o futuro, o presente artigo propõe dois veios ou modalidades por onde corre a sua tão contraditada unidade de pensamento. Para o efeito, viaja em torno de A Velhice do Padre Eterno, obra paradigmática do anticlericalismo português, e de A Lágrima, história-metáfora-alegoria, momento singular no pensamento metafísico junqueiriano.


Palavras-chave


Guerra Junqueiro; Anticlericalismo; mística; teopoética; redenção.

Texto completo:

PDF

Referências


“A Velhice do Padre Eterno”. A Illustração 18 (20 set. 1885), p. 286, col. 2, 3; p. 287, col. 1, 2.

“A Velhice do Padre Eterno”. A Província (Porto). (24 ago. 1885), p. 2, col. 3.

B. C., “Revista da semana”. A Provincia (31 ago. 1885), p. 1, col. 3.

Bruno, “Trecho d’um livro”. A Republica Portugueza (29 dez. 1890), p. 1, col. 6.

Guerra Junqueiro, A Lágrima (La Lágrima, La Lagrima, La Larme, The Tear). Organização e fixação do texto de Henrique Manuel S. Pereira. Porto: Lello Editores, 2010.

Guerra Junqueiro, A Velhice do Padre Eterno, In Obras de Guerra Junqueiro (Poesia). 2.ª edição. Porto: Lello & Irmão, 1974, p. 334. Doravante citaremos esta obra por OGJ.

Henrique Manuel Pereira, Guerra Junqueiro: Fragmentos de Unidade Polifónica. Maia: Cosmorama, 2015.

Henrique Manuel S. Pereira, Guerra Junqueiro: Percursos e Afinidades. Lisboa: Roma Editora, 2005.

Lopes d’Oliveira, Guerra Junqueiro. A sua vida e a sua obra. (1880-1923). Lisboa: Ed. Excelsior, [1955], vol. 2.

Luís Morote, De la Dictadura á la República: (La vida politica en Portugal). Valência, F. Sempere y Compañía, 1908.

Mariano Piana, “Chronica. Resposta a Carreira”. A Illustração 21 (5 nov. 1885), p. 322.

Moreira das Neves, Guerra Junqueiro: o homem e a morte. Porto: Domingos Barreira, 1942

Ramalho Ortigão, As Farpas. O país e a sociedade portuguesa. Lisboa: Clássica Editora, 1990.




DOI: https://doi.org/10.23925/2236-9937.2020v22p209-237

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.