O Desejo de Ver: Hilda Hilst e a redenção pelo grotesco

Fernando de Mendonça

Resumo


A partir de uma perspectiva teopoética, este artigo traça relações entre duas obras da escritora Hilda Hilst, a peça teatral O Rato no Muro (1967) e a novela Com os Meus Olhos de Cão (1986), localizando a compreensão do divino apresentada nestas narrativas sob a premissa de manifestações ligadas ao grotesco. Com a base inicial em teorias de Kayser (2003) e Bakhtin (1979), a respeito deste conceito estético, esta reflexão aprofunda sua análise por meio da teologia de Rudolph Otto (2007) e a categoria do Mysterium Tremendum. Por meio da experiência literária, Hilda Hilst oferta uma profunda compreensão do numinoso, na maneira como este se revela à humanidade, despertando o sentimento de criatura e ampliando a percepção com um desejo de ver além do que a realidade imediata permite. São interpretações que visam enriquecer os estudos teopoéticos na literatura brasileira, assim como a fortuna crítica em torno da obra de Hilda Hilst.

Palavras-chave


Literatura e Religião; Teopoética; Grotesco; Hilda Hilst.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Gabriel Arcanjo dos Santos. Deus, amor, morte e as atitudes líricas na poesia de Hilda Hilst. Manaus: Valer, 2012.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 1979.

BÍBLIA de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 1995.

CADERNOS de literatura brasileira: Hilda Hilst. São Paulo: Instituto Moreira Salles, n.8, out. 1999.

DIAS, Juarez Guimarães. O fluxo metanarrativo de Hilda Hilst em Fluxo-floema. São Paulo: Annablume, 2010.

FRYE, Northrop. O código dos códigos: a Bíblia e a literatura. São Paulo: Boitempo, 2004.

HILST, Hilda. A Obscena senhora D. São Paulo: Globo, 2008.

HILST, Hilda. Com os meus olhos de cão. 2. ed. São Paulo: Globo, 2006.

HILST, Hilda. Teatro completo. São Paulo: Globo, 2008.

KAYSER, Wolfgang. O grotesco. São Paulo: Perspectiva, 2003.

OTTO, Rudolf. O sagrado: os aspectos irracionais na noção do divino e sua relação com o racional. Petrópolis: Vozes, 2007.

PÉCORA, Alcir (org.) Por que ler Hilda Hilst. São Paulo: Globo, 2010.

RAZZOTTI, Bernardo. Rudolf Otto (1869-1973): a universalidade do religioso. In: PENZO, Giorgio; GIBELLINI, Rosino (orgs.) Deus na filosofia do século XX. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2002. p. 147-159.

VASCONCELOS, Ana Lúcia. Hilda Hilst: a poesia arrumada no caos. Folha de São Paulo. 19 set. 1977, p.21.




DOI: https://doi.org/10.23925/2236-9937.2020v21p302-323

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.