O ASPECTO MESSIÂNICO DO SUPERMAN NA GRAPHIC NOVEL REINO DO AMANHÃ, DE MARK WAID E ALEX ROSS

Nataniel dos Santos Gomes, Vanderlis Legramente Barbosa

Resumo


“Aqueles que, uma década antes, sentiram o peso da maior e mais fundamental falha do Superman, sua incapacidade de se ver como a inspiração que é.” (Reino do Amanhã) É a partir dessa citação que gira a história de Reino do Amanhã, uma graphic novel que resgata os heróis clássicos da DC Comics, quando o mercado editorial buscava histórias cheias de violência e com personagens visualmente grandiosos, mas com histórias pueris. Depois que o Superman decide abandonar sua vocação como herói e salvador da humanidade, a sociedade entra em crise e espera pela sua volta, que é retratada na história, fazendo uma intertextualidade com o livro de Apocalipse, escrito pelo apóstolo João. A figura do Superman é apresentada como o messias da fé cristã, que é o pano de fundo da criação do super-herói e é explorado ao extremo nessa história e em outras plataformas em que o Homem de Aço protagonizou. Entre a análise dessas questões, a trama ganha corpo a partir da observação dos elementos visuais e simbólicos explorados na história em quadrinhos. É por meio deles que a intertextualidade expande-se e ilustra a personalidade do herói não só no livro de Apocalipse, mas também em outras passagens bíblicas, resgatando algumas interfaces entre Superman e Jesus Cristo.


Palavras-chave


Quadrinhos. Intertextualidade. Cristianismo.

Texto completo:

PDF

Referências


Referências bibliográficas

ANTUNES, Irandé. Aula de Português – encontro e interação. São Paulo,SP: Parábola Editorial, 2003.

BAILEY, Nathan. An Universal Etymological English Dictionary Comprehending the Derivations of the Generality of Words in the English Tongue, ... and Also a Briefand Clear Explication of All Difficult Words Derived from Any of the Aforefaid Languages; ... Together with a Large Collection and ..., Volume 1, 1724, Alessandrina Library, Rome. Disponível em: . Acesso em 20 abril. 2019.

BARROS, Diana Luz Pessoa de; FIORIN, José Luiz. (Org.). Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade: em torno de Bakhtin. São Paulo: Edusp, 1999.

Bíblia versão de Almeida Revisada, Melhores Textos da Juerp/IBB. Rio de Janeiro, RJ: Imprensa Bíblica Brasileira, 2010.

Bíblia versão Nova Tradução na Linguagem de Hoje. São Paulo, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2016.

Bíblia versão Nova Versão Internacional. São Paulo, SP: Sociedade Bíblica Internacional, 2001.

BORGO, Érico. O Homem de Aço: Novo filme de Superman resgata paralelos com Jesus Cristo. 2018. Disponível em: . Acesso em 21 abril. 2019.

BEHIND THE NAME. The etymology and history of first names. Disponível em: . Acesso em 20 abril. 2019.

CORRALES, Luciano. A intertextualidade e suas origens. In. AGUIAR, Vera Teixeira de. Anais da X Semana de Letras. Porto Alegre: PUCRS, 2010. Disponível em:

. Acesso 15 maio. 2019.

FIORIN, José Luiz. Interdiscursividade e intertextualidade. In: BRAIT, Beth (org). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006.

HANEGRAFF, Hank. Cristianismo em crise. Rio de Janeiro: CPAD, 1996.

KOCH, Ingedore G. Villaça; TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerência textual. 18. ed. São Paulo. Contexto, 2011.

LOEB, Jeph; McGUINESS, Ed; VINES, Dexter. Superman/Batman: Inimigos Públicos. Barueri, Panini Books, 2007.

MOORE, Alan; SWAN, Curt. Superman – O que Aconteceu ao Homem do Amanhã?. Barueri, SP; Panini Books, 2013.

MORRISON, Grant; QUITELY, Frank; GRANT, Jamie. Grandes Astros: Superman, Barueri, Panini Books, 2012.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. A gaia ciência. São Paulo, SP:Martim Claret, 2003.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2011.

ONLINE ETYMOLOGY DICTIONARY. Disponível em: . Acesso em 20 abril. 2019.

PEREZ, George; REIS, Ivan; JIMENEZ, Phil; JOHNS, Geoff; ORDWAY, Jerry. LANNING, Andy. Crise infinita. Barueri, SP: Panini Books, 2015.

PIROLA, Rubinho. Entrevista concedida a Fernando Passarelli. Deus no gibi. Disponível em: . Acesso em 20 abril. 2019.

PORTELA, Girlene Lima. Da tropicália à marginalia: o intertexto na produção de Caetano Veloso. Feira de Santana(BA): Editora da Universidade Estadual de Feirade Santana, 1999.

SANTANA, Ana Lúcia. Graphic novel. Disponível em . Acesso em 15 abri. 2019.

VERGUEIRO, W. Uso das HQs no ensino. In: RAMA, A. et alii. Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2014, p. 7-29.

VERGUEIRO, Waldomiro. Entrevista concedida a Fernando Passarelli. Deus no gibi. Disponível em: .Acessoem 20 abril. 2019.

WAID, Mark; ROSS, Alex. Absolute Kingdom Come. New Edition. New York: DC Comics, 2018.

WAID, Mark; ROSS, Alex. Reino do Amanhã. Edição definitiva. Barueri, SP: Panini Books, 2013.

Filmes:

DONNER, Richard. Superman. [Filme-vídeo]. Produção de Pierre Spengler, direção de Richard Donner. EUA, 1978.143 min. Color. Som.

______; LESTER, Richard. Superman II [Filme-vídeo].Produção de Pierre Spengler, direção de Richard Lester e Richard Donner. EUA, 1980.127 min. Color. Som.

SINGER, Bryan. Superman – o retorno.[Filme-vídeo]. Produção: Gilbert Adler, Jon Peters, Bryan Singer. Direção: Bryan Singer. EUA/Austrália, 2006.154 min. Color. Som.

SNYDER, Zack. Batman VS Superman.Produção: Charles Roven e Deborah Snyder. Direção: Zack Snyder. EUA, 2016. 151 min. Color. Som.

SNYDER, Zack. O Homem de Aço. Produção: Charles Roven, Christopher Nolan, Deborah Snyder. Direção: Zack Snyder. EUA/Canadá/Reino Unido, 2013.143 min. Color. Som.




DOI: https://doi.org/10.23925/2236-9937.2019v9n18p133-170

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.