PRODUÇÃO COLETIVA DE CURRÍCULO: UM CAMINHO PARA SUA IMPLANTAÇÃO

Luciane Cortiano Liotti, Odisséa Boaventura de Oliveira

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar os sentidos manifestados por professores sobre as Diretrizes Curriculares de Biologia do Paraná e como este documento foi recontextualizado, hibridizando discursos, produzindo o discurso pedagógico. Para isso foram entrevistados seis professores dessa disciplina em que se questionou a respeito da participação dos docentes no processo de construção do documento, pontos positivos e negativos percebidos, a utilização das diretrizes no planejamento. Utilizando como referencial teórico a Análise de Discurso Francesa, além do princípio de recontextualização de Basil Bernstein e hibridismo de García Canclini, observou-se que os sentidos foram: participação; inadequação; necessidade; contribuição e resistência. Também se verificou que estes professores aprovam a construção do novo documento oficial e acreditam fazer parte desta “construção coletiva”, mas ao realizarem sua recontextualização no campo pedagógico apontam dificuldades teórico-metodológicas que inviabilizam a sua implementação. Também foi possível identificar nas entrevistas que alguns professores buscam em meio ao antigo, diversificar e modificar suas atividades escolares, numa tentativa de adequação ao direcionamento das Diretrizes. Conclui-se que todo documento curricular passa por processos de recontextualização e defende-se que para sua efetivação é necessária a construção coletiva.

Palavras-chave


diretrizes curriculares; discurso pedagógico; recontextualização

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais