v. 2, n. 1 (2015)

Editorial

Este é o número 1 do volume 2 da Revista Ensino da Matemática em Debate do ano de 2015, promovida pelo Departamento de Matemática da PUC/SP.  Esse envolvido com a Educação Matemática brasileira, busca com a Revista divulgar as produções que visam a contribuir com o trabalho dos professores de Matemática. Este número é composto por quatro artigos, de dois resumos de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) de concluintes da Licenciatura em Matemática (modalidade EAD) da PUC/SP defendidos no 1º semestre de 2015, divulgação de um evento ocorrido em maio último e a divulgação de um livro novo.

O primeiro artigo, intitulado A calculadora provocando a generalização de padrões no Ensino Fundamental é de autoria das professoras do Departamento de Matemática da PUC/SP, Barbara Lutaif Bianchini e Silvia dias Alcântara Machado. Esse artigo apresenta uma investigação que envolve o uso da calculadora durante o estudo do tema de potenciação em uma turma de 20 alunos do 7º ano do Ensino Fundamental. Esse estudo objetivou provocar o desenvolvimento do processo de generalização desses estudantes. Como resultado os autores indicam que a atividade proposta por meio do trabalho exploratório, mediado pela calculadora, cumpriu o objetivo visado, contribuindo para o desenvolvimento do processo de generalização da maior parte dos alunos envolvidos.

O segundo artigo se intitula Ensino de Matemática no Ensino Fundamental II: as avaliações padronizadas e os resultados brasileiros, de autoria de pesquisadores da UNICAMP Marcos de Toledo Benassi Correio, Yana Meira Rosa de Souza Correio, Ana Paula Basqueira Correio e Roberta Gurgel Azzi Correio. Os autores consideram que o desempenho de alunos em Matemática tem sido olhado com mais cuidado e atenção devido a importância e relevância dessa disciplina para o cotidiano do aluno. No artigo, eles se propõem a analisar o desempenho em Matemática, de alunos de escolas públicas do Ensino Fundamental II em avaliações padronizadas como o SARESP, a Prova Brasil e o PISA, a partir de consulta aos sítios oficiais das provas. Como resultado eles apontam que a maioria dos alunos está classificada em níveis baixos ou intermediários, sendo baixa a porcentagem dos que atingiram níveis de proficiência avançados.

O artigo intitulado Cursos de Engenharia Elétrica: que Geometria Analítica ensinar? é de autoria de Sonia Pitta Coelho e Ana Maria Velloso Nobre professoras do Departamento de Matemática da PUC/SP, para as quais as pesquisas demonstram que as disciplinas matemáticas de cursos de graduação para formação de não matemáticos, nos quais se incluem as Engenharias, representam obstáculos para os alunos, principalmente ingressantes. Para elas nas Engenharias, o desinteresse por tais disciplinas, a forma como são usualmente trabalhadas e a pouca integração entre elas e demais disciplinas componentes dos núcleos básico, profissionalizante e específico têm ocasionado inúmeras reprovações. Visando contribuir para a integração entre as disciplinas em serviço e as demais disciplinas das Engenharias, apresentam o resultado de uma investigação sobre quais conteúdos presentes nas disciplinas matemáticas são mobilizados nas disciplinas não matemáticas de um curso de Engenharia Elétrica, do qual se apresenta inicialmente a estrutura pedagógica.

O artigo de Walmir Thomazi Cardoso, professor do Departamento de Física da PUC/SP finaliza a lista de artigos deste número. O título desse artigo é: O relógio de Sol para ensinar Matemática e Física de maneira integrada. Cardoso, nesse artigo, objetiva mostrar uma alternativa no relacionamento entre alguns conteúdos de Matemática e Física na Escola Básica. Esses conteúdos foram desenvolvidos a partir de uma experiência prática num curso proposto para integrar as disciplinas de Matemática e Física num curso de Educação a Distância oferecido pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Cardos destaca que temas como relógios solares representam uma alternativa para ensinar Mecânica, Matemática e permitem integrações com outras disciplinas das humanidades como História, Geografia e Ciências Sociais.

Os dois resumos de TCC apresentados neste número são: Um Panorama das teses e dissertações de Educação Estatística produzidas na PUC/SP entre 2010 e 2013, de autoria da aluna Gabriela Spina, orientado por Cileda de Queiroz e Silva Coutinho; e Um paralelo entre Krutetskii e Duval: habilidades psicológicas envolvidas na Teoria de Representação Semiótica, de autoria da aluna Regina França Guimarães Ferreira, orientado por Sonia Barbosa Camargo Igliori. As orientadoras são professoras do Departamento de matemática da PUC/SP

Registramos a ocorrência em 29 e 30 de maio do III Fórum de Discussão dos Parâmetros para a pesquisa em Educação Matemática no Brasil. O Fórum foi realizado nas dependências do campus Marquês de Paranaguá da PUC/SP.   As informações, ainda incompletas, podem ser encontradas em: http://www.pucsp.br/IIIpesquisaedmat/

Finalizando este número divulgamos, aos nossos leitores, o livro organizado pelas professoras do Departamento de Matemática da PUC/SP, Silva Dias Alcântara Machado, Barbara Lutaif Bianchini e M. Cristina S. A. Maranhão, cujo título é: Teoria Elementar dos Números: da Educação Básica à Formação dos Professores que Ensinam Matemática. Os autores do livro consideram que os assuntos, nele tratados, são apropriados tanto como referência, quanto para reflexão em iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso.

Os Editores

Sumário

Artigos

Barbara Lutaif Bianchini, Silvia D. A. Machado
PDF
Marcos de Toledo Benassi, Yana Meira Rosa de Souza, Ana Paula Basqueira, Roberta Gurgel Azzi
PDF
Sonia Pitta Coelho, Ana Maria Velloso Nobre
PDF
Walmir Thomazi Cardoso
PDF

Resumos de Trabalhos de Conclusão de Curso

Gabriela Spina, Regina França Guimarães Ferreira
PDF

Apresentação de Livros

Teoria Elementar dos Números - da Educação Básica à Formação dos Professores que Ensinam Matemática
Silvia Dias Alcântara Machado, Barbara Lutaif Bianchini, Maria Cristina S. A. Maranhão
PDF