A Etnomatemática e o Multiculturalismo no Ensino da Matemática.

Tânia Alves Martins, José Pereira Peixoto Filho

Resumo


Como a matemática do cotidiano pode contribuir para a aprendizagem dos conteúdos da matemática formal? Esta é a questão que norteia a pesquisa e a pergunta motivadora inicial deste trabalho. Como referencial teórico foi adotado o conceito de Etnomatemática e os pensamentos de Ubiratan D`Ambrósio, Paulo Freire, Dario Fiorentini, Terezinha Carraher, Paulus Gerdes, Gelsa Knijnik, dentre outros. A investigação foi submetida a uma abordagem qualitativa, na perspectiva da Pesquisa Participante, que permitiu a observação e a reflexão das práticas de professores de matemática de Ensino Fundamental que trabalharam esta área do conhecimento humano de forma multicultural, contextualizada, baseados na Etnomatemática. Considerou-se que o ensino da matemática vai muito além da transmissão dos conhecimentos formais e sistematizados, e que a Matemática está intrinsecamente relacionada à vida. Assim, a Pesquisa Participante possibilitou a constatação de que um trabalho orientado em perspectivas inovadoras, contextualizado e interdisciplinar, pode contribuir para melhorar o ensino e a aprendizagem da matemática. O que contribui também para abrir caminhos e reforçar a educação científica, permitindo aos alunos a expressão do prazer que sentem ao aprenderem conteúdos significativos para suas vidas.

Palavras-chave


etnomatemática - ensino - aprendizagem

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


INDEXADORES DA REVISTA