COMPLEXIDADE E LÍNGUAS PARA FINS ESPECÍFICOS: TECENDO UM DIÁLOGO CONCEITUAL

Andréa Braga Cazerta de Souza

Resumo


Proponho um diálogo conceitual entre a complexidade e Línguas para Fins Específicos, fruto de minha pesquisa de mestrado (SOUZA, Andréa Braga Cazerta, 2012). Com essa proposta a possibilidade de abertura de caminhos para que diferentes teorias possam dialogar e se complementar. Serão abordados alguns conceitos teóricos propostos Hutchinson & Waters (1987), Dudley Evans & St John (1998), Graves (2000), Morin (2005, 2006, 2008,2009) e Mariotti (2002,2007), que serão articulados com exemplos de minha prática docente.


Palavras-chave


Complexidade; Línguas para fins específicos; Prática docente; Formação de professores de inglês.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexicadores

Apoio

A Revista The Especialist e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Lincença Creative Commons: Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)