O problema da racionalidade da ciência no século XX e as implicações para um ensino crítico e reflexivo da ciência

Letícia Lenzi

Resumo


Resumo

Ao longo do século XX a concepção tradicional de racionalidade da ciência sofreu duras críticas, principalmente após os trabalhos de Thomas Kuhn a respeito dos critérios de evolução das teorias científicas ao longo da história. Assim, filósofos da ciência assumiram a tarefa de redefinir o que se entende por racionalidade da ciência, garantindo novos critérios para salvaguardar a consistência do juízo científico na articulação das ideias e teorias. Neste artigo, evidenciam-se essas questões para se discutir ações que possam promover uma educação científica crítica e reflexiva, contemplando a relação entre Ciência, Tecnologia e Sociedade e uma compreensão mais adequada da natureza da ciência.

Palavras-chave: Racionalidade da ciência; Natureza da ciência; Educação científica.

Abstract

Throughout the twentieth century, the traditional conception of rationality of Science suffered harsh criticism, especially after Thomas Kuhn's work concerning the development criteria of scientific theories throughout history. Thus, philosophers of Science have assumed the task of redefining what is meant by rationality of Science, guaranteeing new criteria to safeguard the consistency of scientific judgment in the articulation of ideas and theories. In this article, these issues are highlighted to discuss actions that can promote critical and reflective scientific education, considering the relationship between Science, Technology and Society and a better understanding of the nature of Science.

Keywords: Rationality of Science; Nature of Science; Science education.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-2911.2017v15p29-40

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM