Niède Guidon: a cientista brasileira responsável pelo tesouro arqueológico nacional

Jéssica da Silva Gaudêncio

Resumo


Resumo

O presente artigo aborda a trajetória científica da arqueóloga Niède Guidon, brasileira nascida no interior de São Paulo e Doutora em Pré-História pela Université Paris I Pantheon-Sorbonne. Chegou na cidade de São Raimundo Nonato (Piauí) em 1970 em busca de vestígios arqueológicos provenientes daquela região. Ao deparar-se com resultados de análises enviadas à laboratórios franceses, no qual datavam através da técnica com Carbono-14 artefatos e vestígios arqueológicos com mais de 18 mil anos BP[1], Niède ampliou suas pesquisas e reuniu esforços pela preservação do local que hoje é conhecido como Parque Nacional da Serra da Capivara, patrimônio cultural da humanidade pela Unesco. Em 1986, publicou suas descobertas na prestigiada revista científica britânica Nature, dando destaque internacional para os sítios arqueológicos do nordeste brasileiro. A partir daí Guidon continuou seu trabalho e suas descobertas arqueológicas constataram artefatos com datações de 100 mil anos BP, desenvolvendo novas teorias para a origem do homem americano, refutando assim a teoria mais aceita do Estreito de Bering. Isto causou a indignação de diversos arqueólogos internacionais e nacionais que questionavam a veracidade de suas pesquisas. Mesmo com todas essas polêmicas, Niède Guidon e demais pesquisadores seguem com seus estudos nos mais de 1300 sítios arqueológicos da região do Piauí, sugerindo que mais resultados ainda estão por vir.

Palavras-chave: Niède Guidon; Arqueologia; Pré-história brasileira.

Abstract

This article deals with the scientific accomplishments of the archaeologist Niède Guidon, a Brazilian born in the interior of São Paulo who earned a Ph.D. in Prehistory from the Université Paris I Pantheon-Sorbonne. He arrived in the city of São Raimundo Nonato (Piauí) in 1970 in search of archaeological remains from that region. When he first received the results from French laboratories of Carbon-14 analyses, a method capable of dating artifacts that are at least eighteen thousand years old, Niède expanded his research and joined efforts to preserve the location now known such as Serra da Capivara National Park, a UNESCO World Heritage Center. In 1986, he published his findings in the prestigious British scientific journal Nature, gaining international prominence for the archeological sites of northeastern Brazil. From there Guidon continued his work and his archaeological discoveries, finding artifacts dating to 100,000 years before the present (BP), developed new theories for the origin of American humankind, thus refuting the more accepted theory of the humankind’s migration across the land bridge between Asia and North America. This caused indignation among several international and national archaeologists who questioned the veracity of his research. Even with controversies, Niède Guidon and other researchers have continued their studies in more than 1300 archaeological sites in the Piauí region, which suggests that more findings can be expected.

Keywords: Niède Guidon; Archeology, Brazilian Prehistory.


[1] Before the Present – Antes do Presente – escala utilizada pelas disciplinas científicas na datação de eventos do passado em relação à data presente.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-2911.2018v18i1p76-87

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM