Aprendizagem da língua portuguesa como segunda língua por alunos surdos: o atendimento educacional especializado no ensino superior

Valéria Simplício da Silva, Miguel Angel Garcia Bordas, Raquel Pereira Lima

Resumo


Este trabalho objetiva discutir acerca da necessidade do Atendimento Educacional Especializado para o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua na modalidade escrita para alunos surdos no Ensino Superior. São poucas as discussões e reflexões, bem como ações que se materializem em oferta deste apoio pedagógico no Ensino Superior para que os alunos surdos possam ter um atendimento educacional especializado e, consequentemente, um melhor desempenho na apreensão dos conteúdos acadêmicos durante toda a sua graduação. Para realizar este trabalho, utilizamos a pesquisa qualitativa de cunho documental, baseada na legislação e nas políticas públicas nacionais de Educação Especial do Ministério da Educação numa perspectiva inclusiva. Os resultados dessa discussão mostram que as ações de permanência dos alunos surdos no Ensino Superior devem ter como elemento norteador o Atendimento Educacional Especializado de Língua Portuguesa, pois este trará contribuições ao letramento acadêmico bilíngue de estudantes surdos para que a construção de uma proposta de educação bilíngue para esses alunos tenha resultados positivos.

 


Palavras-chave


Língua portuguesa, Alunos surdos, Ensino superior, Atendimento educacional especializado

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2002.

BRASIL. Decreto nº 5626 de 22 de dezembro de 2005. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2005.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 1998.

BRASIL. Lei nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 1996.

BRASIL. Decreto nº 7.611 de 17 de novembro de 2011. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2011.

BRASIL. Política Nacional da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, 2008.

BRASIL. Atendimento Educacional Especializado – Pessoa com surdez – Brasília, 2007.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬BRASIL__. Portaria nº 3.284 de 7 de novembro de 2003. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2003.

BRASIL. Saberes e práticas da inclusão: desenvolvendo competências para o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos surdos, 2. ed. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006. 116 p.

BRASIL (2013)__. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira ‐ INEP. Sinopses Estatísticas da Educação Superior – Graduação ‐ 2013. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/superior-censosuperior-sinopse. Acesso em: 15 jun. 2018.

CAPOVILLA, F. C.; RAPHAEL, W. D. (Org.). Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngue da Língua de Sinais Brasileira. 3. ed. São Paulo: Edusp/ MEC, 2012.

DAMÁZIO, M. F. M. Atendimento educacional especializado: pessoa com surdez. São Paulo: MEC/SEESP, 2007.

FARIA, S. P. Interface da LIBRAS com a Língua Portuguesa e suas implicações no ensino do português como segunda língua para surdos. Revista Pesquisa Linguística. Nº 06, UNB, 2001.

FERNANDES, S.; MOREIRA, L. C. Políticas de educação bilíngue para estudantes surdos: contribuições ao letramento acadêmico no ensino superior. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. especial 3, p. 127-150, dez. 2017.

GAVALDÃO, N.; MARTINS, S. E. S. de O. Implicações para os surdos no Ensino Superior. Journal of Research in Special Educational Needs Volume 16 Number s1 2016 592–597 doi: 10.1111/1471-3802.12191.

QUADROS, R. M. de. Educação de surdos: a aquisição da linguagem. Artes Médicas. Porto Alegre. 1997.

SKLIAR, Carlos. A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998/




DOI: https://doi.org/10.23925/2318-7115.2019v40i3a9

Indexicadores

Apoio

A Revista The Especialist e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Lincença Creative Commons: Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)