Raskolnikóv e Caim

Faces da violência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23925/2236-9937.2022v27p172-203

Palavras-chave:

Bíblia, Crime, Dostoiévski, Bakhtin, Literatura

Resumo

Na obra, Crime e Castigo, do escritor Fiódor Dostoiévski (1821-1881), narra-se a história do falido estudante de direito Raskólnikov que, perante o espírito niilista de sua época, realiza o duplo homicídio contra a velha usurária e sua irmã. Ao longo da história, grande parte dos estudiosos analisaram a caracterização da personagem, Raskólnikov, sob o âmbito desta ser um reflexo das condições histórico-filosóficas do período em que Dostoiévski compôs a obra. No entanto, pouco estudo se direcionou em compreender a caracterização da personagem em relação ao arquétipo bíblico do assassinato, neste caso, representado por Caim e seu ato fraticida. Nesse viés, o artigo tem como objetivo analisar intertextualmente a caracterização da personagem Raskólnikov à luz da caracterização de Caim no relato bíblico de Gn 4:1-16. O texto bíblico em questão, foi examinado em sua forma sincrônica e posto como modelo mitológico-literário de crime. Tanto Raskólnikov como Caim representam vozes universais da violência. Eles estão em ruptura em relação ao outro, dado que cometem o crime, e por isso são indiferentes e egoístas. Mas ambos descobrem que não há crime sem castigo. Nesse sentido, as personagens são convidadas para o perdão, para a reconciliação e o restabelecimento pleno do diálogo.

Biografia do Autor

Lucas Alamino Iglesias Martins, UNASP

Doutor em Estudos Judaicos (Bíblia Hebraica) pela Universidade de São Paulo (UNASP). Contato: lucasigle@gmail.com

Thiago Abdala Barnabé

Bacharelando em Teologia e Letras pelo UNASP-EC. Contato: thiagoabdala84@gmail.com

Referências

ALTER, R. A arte da narrativa bíblica. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

AUERBACH, E. Mimese: a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 2021.

BAKHTIN, M. From Problems of Dostoevsky’s Poetics: The Idea in Dostoevsky, 1984. In: GIBIAN, G. (Editor). Crime and Punishment (a Norton Critical Edition). New York: W. W. Norton & Company, 1989, p. 643-656.

BAKHTIN, M. Problemas da Poética de Dostoiévski. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2018.

BEEBE, M. The Three Motives of Raskolnikov: A Reinterpretation of Crime and Punishment, 1955. In: GIBIAN, G. (Editor). Crime and Punishment (a Norton Critical Edition). New York: W. W. Norton & Company, 1989, p. 592-603.

BÍBLIA SAGRADA. Edição Revista e Atualizada no Brasil. 2. ed. Tradução de João Ferreira de Almeida. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993.

BRUEGGEMANN, W. Genesis: in Bible commentary for teaching and preaching. Atlanta: John Knox Press, 1982.

CARROLL, J. The Anarcho-Psychological Critique: Stirner, Nietzsche, Dostoevsky. Taylor & Francis Ltd., 2011.

CASSIRER, E. A filosofia do iluminismo. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1992.

D’ONOFRIO, S. Literatura Ocidental: autores e obras fundamentais. São Paulo: Editora Ática, 1990.

DOSTOIÉVSKI, F. Crime e Castigo. São Paulo: Editora 34, 2019a.

DOSTOIÉVSKI, F. Os Irmãos Karamázov. São Paulo: Editora 34, 2019b.

FRANK, J. Dostoiévski: os anos milagrosos, 1865-1871. 1. ed. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, 2013.

FRANK, J. Lectures on Dostoevsky. Princeton: Princeton University Press, 2019.

FRYE, N. O Grande Código: a Bíblia e a literatura. Campinas, SP: Editora Sétimo Selo, 2021.

HEGEL, G. W. F. Fenomenologia do Espírito. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2003.

IVANOV, V. The Revolt Against Mother Earth. 1952. In: GIBIAN, G. (Editor). Crime and Punishment (a Norton Critical Edition). New York: W. W. Norton & Company, 1989, p. 584-592.

LUKÁCS, G. Ensaios sobre literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965.

MAGALHÃES, A. A Bíblia como obra literária: hermenêutica literária dos textos bíblicos em diálogo com a teologia. In: FERRAZ, S. Deuses em Poéticas: Estudos de Literatura e Teologia. Belém: UEPA; UEPB, 2008, p. 11-25.

MARQUES, P. N. Polifonia e emoções: um estudo sobre a construção da subjetividade em Crime e castigo, de Dostoiévski. Dissertação (Mestrado em Literatura e Cultura Russa) – São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 2010.

MARQUES, P. N. A compaixão como Virtude e como Fardo: anotações sobre o par Sônia e Raskólnikov, de Crime e Castigo. Revista de Estudos e Pesquisas da Religião, v. 19, n. 1, p. 216-232, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/numen/article/view/22023. Acesso em: 23 maio 22.

MOCHULSKY, K. The Five Acts of Crime and Punishment, 1967. In: GIBIAN, G. (Editor). Crime and Punishment (a Norton Critical Edition). New York: W. W. Norton & Company, 1989, p. 500-512.

NANDI, L. E. Caim como Paradigma da Violência em Gn 4,1-16. Dissertação (Mestrado em Teologia) – Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Teologia do Centro de Teologia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2016.

NUNES JUNIOR, E. M. A Terra em Gênesis 1-9: uma leitura microscópica crítica da narrativa. Tese (Doutorado em Estudos Judaicos) – São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 2017.

PONDÉ, L. F. Crime e Profecia: a filosofia da religião em Dostoiévski. São Paulo: LeYa, 2013.

RICOUER, P. Percurso do reconhecimento. São Paulo: Edição Loyola, 2006.

SHULMAN, G. M. The Myth of Cain: Fratricide, City Building, and Politics. Political Theory, 14(2), p. 215–238, 1986. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/191461. Acesso em: 12 fev. 2022.

TCHIRKÓV, N. O estilo de Dostoiévski: problemas, ideias, imagens. São Paulo: Editora 34, 2022.

VAN WOLDE, E. The Story of Cain and Abel: A Narrative Study. Journal for the Study of the Old Testament, v. 16, p. 25-41, 1991. Disponível em: https://www.academia.edu/3311833/The_Story_of_Cain_and_Abel_a_Narrative_Study. Acesso em: 4 mar. 2022.

VASSOLER, F. R. Dostoiévski e a Dialética: fetichismo da forma, utopia como conteúdo. Tese (Doutorado) – São Paulo: Faculdade Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 2016.

WESTERMANN, C. Genesis 1-11: A commentary. Minneapolis: Augsburg Publishing House Minneapolis, 1984.

WU, R. O Crime Metafísico em Dostoiévski. Aletria, n. 3, v. 20, p. 257-266, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/aletria/article/view/18418#:~:text=Resumo,a%20tese%20da%20determina%C3%A7%C3%A3o%20social. Acesso em: 13 abr. 2022.

Downloads

Publicado

2022-09-09