BULLYING NAS ESCOLAS: PRECONCEITO, ESTIGMAS E DESAFIOS DA EDUCAÇÃO DOS SENTIMENTOS E PARA A PAZ

Neura Cézar, Luiz Augusto Passos, Suely Dulce de Castilho

Resumo


Este artigo apresenta e discute a respeito da manifestação do bullying no cotidiano escolar e na vivência dos estudantes e inclui análise acerca da violência expressa por eles. A pesquisa de abordagem qualitativa seguiu o modelo de inserção etnográfica, foi realizada em Cuiabá/MT, em três escolas, sendo duas públicas (estadual e municipal) e uma particular, em 2010. Participaram 35 estudantes, 17 educadores (corpo técnico-pedagógico) e seis famílias. Para a coleta das informações foi utilizada observação participante, entrevista semiestruturada e história de vida. A pesquisa revela a existência do bullying na interação entre estudantes, bem como na relação professor/estudante, como um problema que desconcerta e perturba o ambiente para todos os envolvidos; e como um comportamento, por vezes cruel e cujas razões não são compreendidas, no desenvolvimento psíquico dos estudantes. O estudo aponta para a necessidade urgente da inclusão da educação para a paz, dos sentimentos e dos princípios éticos como um conteúdo a transversalizar o currículo, objetivando contribuir para o reconhecimento, a desnaturalização e o enfrentamento das práticas do bullying no ambiente escolar – reflexos evidentes do mundo dos adultos.


Palavras-chave


Bullying. Escola. Valores. Sentimentos. Educação para a paz.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2017v15i3p787-820

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais