A EXPERIÊNCIA REAL INFLUENCIANDO A MEDIAÇÃO VIRTUAL

Aglaé Cecília Toledo Porto Alves

Resumo


A presente dissertação tem por objetivo explicitar como as reflexões, as experiências de vida e as convivências, com seus incidentes críticos e seus diversos tempos, refletem em relatos de Formadores de Formadores de Professores no curso da SEE de Goiás – Aprendizagem: Formas Alternativas de Atendimento. Aponta para a necessidade do Educador olhar para si mesmo, fazer uma reflexão sobre como as suas experiências interferem na relação entre ele e o outro, na compreensão das subjetividades dos diversos sujeitos a gerar a objetividade que desemboca na ação da mediação em ambientes virtuais. A EaD é apresentada como uma possibilidade para transgredir o modelo conservador de educação, para contemplar uma educação calcada em um modelo inovador capaz de abarcar a aprendizagem, as incertezas, a dinâmica, a não linearidade, o alto nível de entropia, a imprevisibilidade, as emoções e os diferentes tempos dos autores, e, ainda, de fomentar a colaboração em comunidades virtuais de aprendizagem e a capacidade de auto-organização, que são visões de mundo da sociedade contemporânea. Não pretende denunciar, mas sim anunciar. Discute que a tecnologia por si própria, apesar de não ser neutra, está desprovida de valor ou funcionalidade. O grande diferencial de como fazer-lhe uso será aquilo que porta o pior perigo, mas que também traz as melhores esperanças, que é a própria mente humana e que dela advém a grande importância da reforma do pensamento e da formação de profissionais da educação. A metodologia desse trabalho é análoga a um caule subterrâneo do tipo bulbo, feito em camadas como uma cebola, que não é visto, mas lá está, sem ele não há a continuidade da vida, representa o potencial, uma possibilidade de emergência, de vir a ser, de reconstrução. Não há início nem fim, só meio e, principalmente, há uma unicidade múltipla. A primeira camada dessa metodologia é um pequeno esboço do curso da SEE - Secretaria de Estado de Educação de Goiás, denominado Aprendizagem: Formas Alternativas de Atendimento; a segunda camada é um diálogo comigo sobre os vários porquês da pesquisa; e, finalmente, a terceira camada será um diálogo com os Formadores de Formadores de Professores, em busca dos dados emergentes, das tendências e das possíveis validações em percurso. Enfim, pretende evidenciar que o saber-fazer do Formador está indissociável do saber-se.

Palavras-chave


EaD. Formação de professores. Mediação pedagógica. Histórias de vida

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais