JOGOS DIGITAIS E AS FUNÇÕES EXECUTIVAS NA INFÂNCIA: ALTERNATIVAS À DIVERSIFICAÇÃO DO CURRÍCULO

Daniela Karine Ramos

Resumo


Os jogos digitais, por apresentarem características como desafios progressivos, regras e feedback, criam experiências que podem contribuir com o aprimoramento das funções executivas. Essas funções integram um conjunto de habilidades cognitivas importantes à aprendizagem, bem como são fundamentais para o sucesso escolar e a inserção social e profissional dos sujeitos. Assim, este trabalho tem o objetivo de sistematizar evidências científicas relacionadas às contribuições do uso dos jogos digitais para o exercício das funções executivas, visando discutir as possibilidades e a importância de sua integração no currículo escolar. Nesse sentido, realiza-se uma pesquisa bibliográfica por meio de levantamento da literatura e de revisão sistemática em base de dados. Desse modo, pretende-se ampliar a discussão e a reflexão sobre as inúmeras possibilidades de diversificação curricular para um desenvolvimento mais integral e holístico dos alunos, o qual contemple, de maneira intencional, o aprimoramento das funções executivas pelo uso dos jogos digitais.


Palavras-chave


Jogos Digitais; Funções Executivas; Escola; Currículo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2019v17i3p1373-1392

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais