SENTIDOS ARTICULADOS SOBRE O CONCEITO DE EDUCAÇÃO INTEGRAL

Talita Vidal Pereira, Marcio Bernardino Sirino

Resumo


Este presente artigo objetiva apresentar os sentidos que são articulados em torno do conceito de Educação Integral na contemporaneidade. Por meio de uma abordagem pós-estruturalista e pós-fundacionista, operou-se, nesta produção, à luz da Teoria do Discurso, de Ernesto Laclau, com uma análise das dissertações e teses defendidas, de 2006 a 2016, no âmbito do Núcleo de Estudos, Tempos, Espaços e Educação Integral, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (NEEPHI/UNIRIO) – por conta de sua referência, em território nacional, acerca da temática da Educação Integral e(m) Tempo Integral, há mais de vinte anos. Neste contexto, foi possível identificar sentidos de Educação Integral associados à Proteção Social; Espaços Diferenciados e Outros Sujeitos; Novas Oportunidades Formativas; Formação e Trabalho Docente; Reparo de uma Dívida Histórica; Oferta de um Ensino Técnico; Gestão Democrática; Busca por um Currículo Diferenciado; Aumento dos Indicadores de Aprendizagem; Educação (em Tempo) Integral e, ainda, hibridismo das perspectivas identificadas – o que tensiona uma necessária discussão sobre as constantes lutas por significações bem como por hegemonização de determinados sentidos ao conceito de Educação Integral.

Palavras-chave


Processos de Significação; Educação Integral; Teoria do Discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i1p200-220

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais