APONTAMENTOS DO TALIS 2018 AO CONHECIMENTO DAS PRÁTICAS DOCENTES SOCIALMENTE JUSTAS EM ALGUNS PAÍSES IBEROAMERICANOS

F. Javier Murillo, Nina Hidalgo

Resumo


O estudo TALIS 2018 contém uma grande quantidade de informação sobre as capacidades e as práticas docentes de 48 países de todo o mundo, 7 deles da Iberoamerica. O objetivo do estudo a que se reporta este artigo foi conhecer as práticas de ensino socialmente justas de profesores Iberoamericanos usando esta base de dados. A partir do conceito de Justiça Social de Redistribuição, Reconhecimento e Participação foram selecionadas as questões que podem fornecer informação. A amostra é conformada por 22.816 docentes de Brasil, Chile, Colômbia, México, Portugal, Espanha e a Cidade Autónoma de Buenos Aires. Os resultados indicam, em primeiro lugar, que o conceito de práticas de ensino que o TALIS segue está muito distante de práticas socialmente justas. Nos dados que fornece constata-se uma grande diferença entre países, com a Colombia a ser o país que mais possibilidades tem de desenvolver estas práticas e Espanha o que menos tem. Há necessidade de uma mudança de foco no TALIS e nas políticas destinadas a promover um ensino social ente mais justo.

Palavras-chave


Educação para a Justiça Social; Ensino socialmente mais justo; TALIS; Iberoamerica.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2019v17i3p852-879

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista e-Curriculum                                   e-ISSN 1809-3876

Indexadores:

Nacionais

              

 

Internacionais